Artigos

HotelShop com mais associados em 2020

O impacto da pandemia Covid-19 sobre a atividade da HotelShop foi evidente, dado o seu efeito para o turismo – setor que representa uma fatia importante da atividade da central de compras.

Esta entidade agregadora de compradores reagiu de pronto às novas circunstâncias, focalizando a sua atenção no apoio à aquisição de produtos, equipamentos e serviços de proteção contra a Covid-19, tendo lançado e atualizado semanalmente, desde o início da pandemia, um catálogo desses materiais, com preços especiais negociados junto de dezenas de produtores e distribuidores deses bens, e apoiando na seleção dos mais adequados e legalmente aprovados.

Por outro lado, foi dado um maior enfoque ao apoio à instituiçõe sociais, de tal forma que, desde meados de 2020, se verificou um crescimento tanto do número de sócios como do volume de compras dos associados da área social, a qual veio ajudar a compensar a redução da atividade do setor hoteleiro.

É de salientar que, em consequência, se inverteu a proporção de atividade dos hotéis e das instituições sociais (IPSS) na central de compras, tendo o volume de compras das IPSS representado dois terços do total, no ano findo.

No final de 2020 a central de compras integrava já com 567 unidades hoteleiras e instituições sociais – mais 20 do que em 2019. Este facto é de realçar, pois demonstra a maior relevância dada à gestão de custos em épocas de crise.

Mesmo com a quebra de compras de associados verificada em 2020, ainda assim a HotelShop conseguiu movimentar cerca de 10 milhões de euros em compras (menos 38% do que em 2019), e obteve para os seus associados reduções de custos de cerca de 1,5 milhões de euros no mesmo período, ajudando assim o desafio de resiliência – e por vezes de sobrevivência – que muitos enfrentam nesta época de crise pandémica tão brutal para as pessoas e para a economia.

HotelShop+SocialShop ultrapassa 15,8 milhões de Euros de volume de compras em 2019

A HotelShop+SocialShop anunciou que os resultados de 2019 evidenciam que este foi o melhor ano de sempre da Cooperativa, tendo sido ultrapassada a marca de 15,8 milhões de Euros de compras dos Sócios aos Fornecedores Contratados, num crescimento anual de 7%.

Confirmou-se a elevada discrepância de hotel para hotel nos preços dos produtos e serviços que consomem. Esse facto, conjugado com o know-how e capacidade negocial da HotelShop e o poder derivado da informação e apoio recebido dos Sócios, permite a obtenção de reduções significativas de custos nas suas aquisições, que oscilam entre os 5 e os 20%.

Em número de associados, registaram-se no ano findo 46 novas adesões de hotéis e instituições sociais, sendo a maior central cooperativa de compras do país na área da hotelaria e economia social, contando como Sócios-Cooperadores 550 unidades hoteleiras e instituições sociais.

O crescimento do volume de compras reflete a novo enfoque que as empresas turísticas nacionais vêm dando à gestão de custos, seguindo a tendência dos maiores países europeus, onde a maioria dos hotéis processa o seu abastecimento através de centrais de compras como forma de reduzir custos e melhorar a qualidade nos seus processos de abastecimento.

Prevê-se para 2020 a continuação do ritmo de crescimento da central de compras, e a obtenção de acordos preferenciais de abastecimento a custos inferiores aos do mercado com a generalidade dos fornecedores contratados.