A Cálem, a cave de vinho do Porto mais conhecida de Vila Nova de Gaia pela experiência diferenciada que proporciona aos visitantes, será o primeiro espaço de enoturismo do grupo Sogevinus a reabrir as suas portas, já no próximo dia 10 de junho.

Certificado como “estabelecimento clean & safe”, em resultado da implementação de um rigoroso protocolo de segurança, este espaço volta a disponibilizar o acesso ao museu da marca, as visitas à cave e a participação nas provas de vinho aí realizadas. Também a loja, o wine bar e a esplanada podem voltar a acolher os visitantes.

Numa altura em que ainda há uma grande incerteza instalada em torno do regresso dos turistas internacionais, a Cálem coloca o seu foco no mercado interno, apostando em novas estratégias de promoção e na criação de ofertas especiais para famílias.

No ano passado, o mercado interno teve um peso de 35% no número total de visitas recebidas. Apesar desta ser já uma presença significativa, acreditamos que as nossas caves poderão, este ano, despertar um maior interesse junto dos portugueses, que estarão mais propensos a fazer férias cá dentro“, avança Maria Manuel Ramos, Diretora de Turismo da Sogevinus. “Pelo facto de oferecermos na Cálem uma visita inovadora, com uma abordagem que alia a tradição à tecnologia, julgamos que esta será uma proposta aliciante para todos os portugueses (incluindo os próprios portuenses) que nunca visitaram uma cave de vinho do Porto e que aqui encontrarão um programa diferente para fazer em família“, explica.

Um mapa tridimensional em cortiça da região do Douro, onde são projetadas informações para conhecer as características que fazem deste um território especial, um vídeo onde se explica a arte da tanoaria, um painel das cores dos vinhos onde se pode observar as diferentes tonalidades que um vinho do Porto pode assumir, amostras das garrafas mais emblemáticas da história da Cálem (incluindo a mais antiga que data de 1870) ou um imenso balseiro onde é possível colocar um carro Mini, são apenas algumas das curiosidades que fazem desta uma visita simultaneamente lúdica e educativa, atrativa para todas as idades. Em complemento ao tour, a Cálem disponibiliza ainda provas de vinho, harmonizações com chocolates e queijos e o acesso à loja, onde é possível encontrar desde os best-sellers aos vinhos mais premiados, entre outras propostas.

Todas estas experiências foram reavaliadas, de forma a garantir que os visitantes possam desfrutar delas em segurança. A cave Cálem reorganizou a dinâmica das visitas e implementou um conjunto de medidas para assegurar a proteção e o bem-estar dos turistas e dos colaboradores da empresa, sem, no entanto, adulterar ou comprometer a qualidade da experiência de todos aqueles que vêm à descoberta do universo do vinho do Porto. Para além do cumprimento de todas as orientações definidas pela Direção-Geral de Saúde, as visitas à Cálem passam a contar com uma série de novos procedimentos, entre os quais se destacam: a presença de um embaixador do selo “Clean & Safe”, responsável pelo cumprimento e implementação de todas as normas de higiene e segurança; a redução do número de participantes por tour para um máximo de 12 pessoas; a criação de uma entrada autónoma para as visitas de grupo; e, nas provas de vinho, a higienização dos copos passa a ser feita a 80 graus e o vinho é servido à frente do cliente.

Prevendo uma maior adesão do público nacional, a Cálem reforçou o número de visitas em português, assegurando, contudo, a realização de, pelo menos, um tour diário noutros idiomas (espanhol, inglês e francês). “Estamos a acompanhar, com grande expectativa, a evolução da retoma da atividade turística, nomeadamente no que diz respeito à reabertura das fronteiras, ao levantamento das restrições aéreas e ao reinício da atividade de cruzeiros“, afirma Maria Manuel Ramos.

Os restantes espaços de enoturismo do grupo Sogevinus, também eles já certificados com o selo “Clean & Safe”, têm prevista a sua reabertura durante os meses de junho e julho, entre os quais a Quinta de S. Luiz, no Douro (a 10 de junho) e a cave Burmester, em Vila Nova de Gaia (a 20 de julho). Estas datas poderão, no entanto, ser revistas de acordo com a evolução da atividade turística.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *