Com o objetivo de promover o intercâmbio de conhecimentos entre profissionais, a Vicaima promove no próximo dia 11 de março, pelas 16h00, o Webinar By Vicaima – ‘Ninimalist’, tendo como anfitriã Sandra Guimarães, da Vicaima, e oradora convidada Nini Andrade Silva, uma das mais prestigiadas designers de interiores do mundo. Esta talk virtual debruçar-se-á sobre o mundo inspiracional da decoração de interiores através de uma abordagem a projetos ímpares, nomeadamente do setor hoteleiro.

A Vicaima, um dos maiores players europeus no design e produção de soluções de vanguarda para portas, aros, roupeiros e painéis, procura através da sua experiência fomentar a partilha, promovendo encontros entre profissionais de arquitetura, design de interiores, decoração, entre outros num fórum onde possam trocar ideias e debater a atualidade deste setor.

A participação de Nini Andrade Silva, neste webinar promovido pela Vicaima, merece especial destaque, sendo a profissional madeirense atualmente um dos nomes maiores do design de interiores em todo o mundo. A sua colaboração nesta iniciativa contribui para enaltecer a criatividade da decoração de interiores e a capacidade de resposta da Vicaima aos reptos que lhe são propostos nos mais distintos projetos, tanto ao nível do design e estética, como a nível de performance técnica.

A Vicaima e a Nini Andrade Silva têm trabalhado ao longo dos anos em projetos emblemáticos, como aconteceu recentemente com o Caju Le Petit Hotel ou o Bessa Hotel Baixa. Estas obras destacam a sofisticação, a customização e o vanguardismo do trabalho desenvolvido pela empresa e pela designer de interiores, reafirmando o sucesso desta sinergia, bem como a visão de vanguarda de ambas as partes, apta a responder a propostas desafiantes.

Esta é mais uma iniciativa ímpar da Vicaima que pretende consolidar a marca como trendsetter global, evidenciando a sua polivalência em projetos hoteleiros de mercados diversificados.

Para assistir ao Webinar By Vicaima – ‘Ninimalist’ por favor aceda aqui para efetuar a inscrição: https://cutt.ly/nle2nO3

O Marriott Bonvoy, programa de fidelidade da Marriott International, lança recentemente uma nova versão do seu aplicativo móvel para oferecer aos membros novas facilidades e experiências sem contato. A atualização inclui novas opções de reserva com a menor tarifa disponível, incluindo o aluguer da Homes & villes by Marriott International, passeios e atividades nos diferentes destinos; e experiências personalizadas. O aplicativo permite ainda que o hóspede tenha uma estada totalmente sem contato, oferecendo check-in e check-out online, acesso virtual à chave do quarto e a possibilidade de solicitar serviços e comodidades.

A Vice-Presidente Sénior Digital da Marriott International, Leigh Zarelli, acrescenta “O aplicativo Marriott Bonvoy Mobile é um companheiro de viagem obrigatório. Ele simplifica o processo de planeamento de viagens e permite uma experiência mais tranquila antes e durante a estada. Através das ofertas personalizadas, os membros podem aprender como ganhar milhares de pontos apenas reservando estadas ou fazendo compras diárias, como alimentos para viagem ou itens para sua casa”.

As autarquias de Coimbra, Anadia e Condeixa-a-Nova assinaram hoje um protocolo de cooperação com o Turismo Centro de Portugal, o qual tem o objetivo de acelerar a certificação e dinamização do Caminho Português de Santiago.

A assinatura de hoje teve lugar na Câmara Municipal de Coimbra e aconteceu na sequência de atos idênticos realizados no final do ano passado com outros municípios, situados nos territórios por onde passa o Caminho Português de Santiago, nos seus itinerários Caminho Central e Via Portugal Nascente. O protocolo de cooperação estipula que o Turismo Centro de Portugal é a entidade gestora do Caminho Português de Santiago, ao longo do território da Região Centro.

Carlos Canais (CM Condeixa-a-Nova), Nuno Moita da Costa (CM Condeixa-a-Nova), Manuel Machado (CM Coimbra), Pedro Machado (Turismo Centro de Portugal), Jorge Sampaio (CM Anadia) e Carina Gomes (CM Coimbra)

Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal, destacou a importância de estruturar os Caminhos de Santiago enquanto produto turístico. “Portugal tem 500 mil peregrinos por ano só nos Caminhos de Santiago, que são um ativo fundamental. Além disso, os Caminhos permitem a interligação com outros produtos turísticos, como a gastronomia, a natureza, a cultura e o património. Grande parte dos peregrinos faz o caminho por motivos culturais”, recordou.

O anfitrião Manuel Machado, presidente da Câmara Municipal de Coimbra, enalteceu o “ato simbólico de grande importância” que representou a assinatura, uma vez que tem como objetivo “cuidar dos Caminhos de Santiago”. “Esta operação é muito especial, uma vez que pretende ativar as memórias de grande parte do território. Os Caminhos de Santiago, ao longo do tempo, sempre foram um fator de ligação no nosso país. Com isto, estamos a valorizar as nossas raízes, a espiritualidade e o acolhimento”, sublinhou o autarca.

Um total de 12 municípios da região Centro são atravessados pelo Caminho Central de Santiago. De sul para norte: Vila Nova da Barquinha, Tomar, Ferreira do Zêzere, Alvaiázere, Ansião, Penela, Condeixa-a-Nova, Coimbra, Mealhada, Anadia, Águeda e Albergaria-a-Velha. Este Caminho segue depois para norte, até terminar em Santiago de Compostela.

A Via Portugal Nascente, por sua vez, atravessa oito edilidades da região. De sul para norte: Vila Velha de Ródão, Castelo Branco, Fundão, Covilhã, Belmonte, Guarda, Celorico da Beira e Trancoso. Aqui, esta rota de peregrinação entronca no caminho de Torres, que procede de Salamanca e termina, naturalmente, na Galiza.
Estes dois percursos atravessam o território do Centro de Portugal, ao longo de 210 e 199 quilómetros, respetivamente.

Inscrição do Caminho Português como Património da Humanidade

Os Caminhos Portugueses de Peregrinação a Santiago de Compostela foram inscritos na lista Indicativa de Portugal a Património Mundial UNESCO em maio de 2016. Para que tal classificação seja concedida, é necessária a certificação dos caminhos. O Decreto-Lei n.º 51/2019, de 17 de abril, veio regular a valorização e promoção do Caminho de Santiago, através da certificação dos seus itinerários.

A associação de peregrinos Via Lusitana é parceira nesta certificação. Durante o processo de certificação em curso, foram identificadas as várias etapas dos itinerários, com indicação de início, fim e extensão de cada uma, assim como da sua altimetria, grau de dificuldade e tipo de uso. Outros critérios exigíveis para a certificação dos itinerários são a disponibilização de equipamentos de apoio aos peregrinos, incluindo locais para dormir, locais para preparar ou servir refeições e tomar banho, desejavelmente a cada 20 quilómetros, bem como pontos de descanso com sombra, dotados de água potável, desejavelmente a cada 10 quilómetros.

Viajar através de aplicações de redes sociais como o Instagram continua a ser uma tendência e rotina diária crescente, uma vez que o confinamento geral não permite fazê-lo de outra forma. Foi neste âmbito que o resort da Quinta do Lago foi destacado como o terceiro resort de golfe mais popular desta rede social em todo o mundo, num estudo publicado pela Forbes e elaborado por uma empresa de golfe para mulheres sediada no Reino Unido, que apurou uma lista com os 30 campos de golfe mais publicados no Instagram a nível global pelos seus visitantes independentes.

A Quinta do Lago tem estado na vanguarda do golfe internacional desde a sua criação. Hoje, os três campos de golfe do resort estão entre os melhores da Europa e são complementados com instalações e serviços de topo, incluindo a primeira Academia de Golfe Paul McGinley da Europa e o único TaylorMade Performance Center europeu.
O resort conta com 3 campos de golfe:

Campo Norte
O Campo Norte foi totalmente redesenhado em 2014 pelo conceituado arquiteto americano Beau Welling em estreita colaboração com o capitão da equipa vencedora da Ryder Cup de 2014, Paul McGinley. O campo conta com uma nova configuração construída de acordo com as mais rigorosas especificações, representando um investimento de 9,6 milhões de euros.
Todos os greens, tees, bunkers, sistemas de rega e drenagem foram reconstruídos utilizando tecnologias de ponta. Múltiplos tees de saída foram incluídos em cada buraco no sentido de garantir uma experiência otimizada para jogadores de todos os níveis. Foi colocado um relvado curto da espécie Bermuda à volta dos greens, criando várias opções de shots para os jogadores.

Campo Sul
A “jóia da coroa” da Quinta do Lago, o Sul recebeu o Open de Portugal em nada menos do que oito ocasiões. Desenhado por William Mitchell em 1974, este par 72 trouxe para Portugal uma qualidade de Golfe até então desconhecida. Os greens, bunkers e tees ao estilo americano rapidamente ganharam reputação e o percurso passou a ser destacado como um dos mais importantes campos de Golfe na Europa, sendo ainda hoje o campo de eleição de muitos jogadores do Tour Europeu. Com vista sobre o Parque Natural da Ria Formosa, o Quinta do Lago Sul estende-se sobre 6.500 metros entre lagos, pinheiros e flores selvagens. Anfitrião do Open de Portugal em 1976, 1984, 1985, 1986, 1988, 1989, 1990 e 2001, o Sul faz parte da história do Golfe nacional e internacional.
O estatuto de campo de competição não é, no entanto, um impedimento para o jogador amador. Embora represente um desafio interessante para os handicaps mais baixos, o Sul é procurado por jogadores de todos os níveis. A sua mais recente remodelação iniciou-se durante o período de contingência devido à pandemia Covid-19, em 2020, tendo o resort decidido aproveitar o fecho do campo para o investimento. Como parte desta reforma, todos os fairways, bunkers, tees, espaços verdes e buracos foram melhorados de forma a aprimorar a experiência de jogo. Esta mudança foi idealizada para que o resort caminhasse – a passos largos – em direção à sustentabilidade, tendo a equipa do resort trabalhado com a Golf Environment Organization (GEO) Foundation para elevar a sua gestão ambiental. Após um investimento de aproximadamente 7 milhões de euros, o Campo Sul reabrirá em setembro.

Laranjal
O Laranjal foi inaugurado em 2009 e foi eleito o Melhor Campo de Golfe pela Portuguese Travel Awards de 2011. Originalmente um laranjal, o percurso do campeonato par 72 fica a 2 km a leste do resort. Com fairways espetaculares e greens bem definidos, o Laranjal é conhecido pelos seus cinco belos lagos, pinheiros, guarda-sóis e laranjeiras.
Com um total de 6,480 metros, o percurso exige concentração e perícia, recompensando o jogador com uma experiência de Golfe difícil de encontrar. O seu terreno ondulado distinto foi habilmente projetado e bem cuidado para proporcionar uma experiência de golfe de classe mundial. Cinco par 5, oito par 4 e cinco par 3, semeados com Bermuda nos fairways e Penn A4 nos greens, garantem as melhores superfícies de putting no país e uma das melhores experiências de Golfe da Europa.

Devido às novas medidas do Governo português para enfrentar a COVID-19, todos os campos de Golfe da Quinta do Lago do estão temporariamente encerrados, porém são perfeitos para adicionar à sua lista de locais a visitar pós-Covid, quando for seguro viajar novamente.

A “Campanha 10 001 Noites” é a mais recente aposta do Município de Ourém para a dinamização do setor da hotelaria e da restauração.

A campanha, que começa no dia 1 de abril e termina a 31 de março de 2022, prevê a atribuição de 10 001 noites nos hotéis do Concelho de Ourém e outros tantos vouchers restauração.

Exclusiva a turistas nacionais, a “Campanha 10 001 Noites” oferece uma noite extra e um voucher de 10€ para refeição ao efetuar-se a reserva de uma ou mais noites em hotel do concelho.

Inserida no esforço que o Município, de acordo com as suas competências, tem vindo a efetuar com o objetivo de mitigar os efeitos que a Pandemia desencadeou nas famílias, a “Campanha 10 001 Noites” foi apresentada em sessão online a partir do Auditório dos Paços do Concelho.

A MSC Cruzeiros apresentou pormenores do imersivo e futurista MSC Starship Club apresentando Rob, o primeiro bartender robótico humanoide de todos os tempos no mar. O MSC Starship Club estará disponível exclusivamente a bordo do mais emblemático navio da Companhia, o MSC Virtuosa, quando este começar a navegar, a partir de 16 de Abril deste ano.

Esta experiência integrada de bar e entretenimento, inspirada pela visão da MSC Cruzeiros da nave espacial do futuro – MSC Starliner One – é capacitada por tecnologias de última geração desenvolvidas para criar uma atmosfera futurística. Isto inclui hologramas 3D, uma parede de arte digital imersiva e uma mesa interactiva digital ‘infinita’ de 12 lugares, proporcionando aos hóspedes a possibilidade de explorar o espaço no seu próprio passeio galáctico personalizado. Rob irá misturar e servir os seus cocktails exclusivos, alcoólicos e não alcoólicos, e inúmeras bebidas personalizadas, assim como, um bartender humano o faria, enquanto interage com os convidados com voz, e com expressões humanas para uma experiência de bar totalmente envolvente. As aptidões e a capacidade de resposta emocional de Rob juntamente com bartenders vestidos como se tivessem acabado de sair de um filme de ficção científica com o suporte do ambiente e da tecnologia envolvente, vão garantir que o MSC Starship Club seja uma atracção de visita obrigatória para todas as idades.

Os hóspedes irão usar cockpits digitais verticais especificamente desenvolvidos dentro da área para fazerem os seus pedidos. Rob irá, então, por mãos à obra e utilizar todas as suas aptidões robóticas personalizadas para preparar os cocktails – servindo bebidas alcoólicas, sumos e batidos; agitando, criando ou mexendo, enfeitando as misturas. Rob não só prepara um impressionante vasto leque de cocktails, como também, fala 8 línguas (inglês, italiano, espanhol, francês, alemão, brasileiro, chinês e japonês), de acordo, com o idioma escolhido no momento do pedido do hóspede e terá também uma personalidade evidente que evolui de acordo com o ambiente e com a atmosfera envolventes. Rob utiliza o seu rosto LED para expressar emoções para que os convidados possam desfrutar da sua apresentação enquanto desfrutam do seu cocktail.

A preparação do cocktail será exibido por intermédio de monitores digitais dentro do local e uma faixa LED ao género de fita adesiva por cima da ilha robótica, enquanto está envolvido na experiência temática do espaço. Os cocktails cósmicos são servidos em copos futuristas personalizados, que os hóspedes podem levar consigo como uma lembrança duradoura da experiência do MSC Starship Club. Os hóspedes poderão regressar ao clube inúmeras vezes durante o cruzeiro, desfrutando de uma nova interacção com Rob a cada regresso.

A MSC Cruzeiros está continuamente olhos postos no futuro à procura de inspiração para a experiência do hóspede, procurando novas formas de utilização da tecnologia mais recente para criação de algo único, para desenvolvimento de inovações a bordo e para elevar a oferta do hóspedes a um próximo nível. Esta última inovação utiliza robótica de última geração e tecnologias digitais para oferecer um lounge de entretenimento futurístico e envolvente, reinventando completamente a experiência do bar tradicional para transportar literalmente os hóspedes para um outro mundo.

O MSC Starship Club levou quase seis anos a ser construído, desde o primeiro conceito original, e a companhia realmente desafiou os limites com a engenharia necessária para torná-lo numa realidade. Durante este tempo, a MSC Cruzeiros colaborou com os principais especialistas de empresas especializadas em robótica e automação, design de interiores, assim como, com soluções de entretenimento e de experiência digital para criar um local de entretenimento sendo a principal estrela com um robôt humanoide personalizado.

O MSC Virtuosa é o mais recente emblemático navio da companhia e entrará ao serviço em Abril deste ano. Cada navio da MSC Cruzeiros é único e o MSC Virtuosa oferecerá novas experiências aos hóspedes, sendo a introdução de Rob apenas uma delas. O navio estará altamente equipado com tecnologias de última geração e com recursos que respeitam o meio ambiente.

Depois de realizar alguns cruzeiros de três, quatro e cinco noites no Mediterrâneo, o MSC Virtuosa irá ser destacado para o Norte da Europa no Verão de 2021 com uma variedade de itinerários para os fiordes noruegueses e para as capitais do Báltico, antes de chegar a Lisboa para os cruzeiros com embarque e desembarque na capital Portuguesa entre Setembro e Novembro deste ano.

Para obter mais informações sobre o MSC Virtuosa consulte o nosso website: MSC Virtuosa.

A candidatura das Linhas de Torres Vedras, apresentada pela Rota Histórica das Linhas de Torres (RHLT), foi selecionada pelo júri nacional de pré-seleção dos sítios para atribuição da Marca do Património Europeu (MPE) 2021.

O júri responsável pela pré-seleção é constituído pela coordenadora nacional da MPE (GEPAC/Ministério da Cultura), e por representantes da Direção-Geral do Património Cultural, das Direções Regionais de Cultura do Norte, Centro, Alentejo, Algarve, da Direção Regional de Cultura dos Açores, da Secretaria Regional de Cultura e Turismo da Madeira e do ICOMOS Portugal.

A MPE é uma medida da União Europeia que tem por base uma iniciativa intergovernamental lançada em 2006. Os objetivos gerais da MPE consistem em reforçar o sentimento de pertença à União Europeia por parte dos cidadãos europeus, em especial dos jovens, com base nos valores e elementos comuns da história e do património cultural europeus, valorizar a diversidade nacional e regional e incrementar o diálogo intercultural. Para isso, esta designação procura realçar o valor simbólico e melhorar a visibilidade de sítios que tenham desempenhado um papel significativo na história e na cultura da Europa e/ou na construção da União Europeia.

Os procedimentos de seleção e de controlo da MPE são rigorosos e estabelecem várias fases de apreciação. Após uma pré-seleção efetuada por cada Estado Membro, um painel de peritos europeus elabora um relatório de apreciação sobre as pré-candidaturas, remetendo para a comissão Europeia a recomendação dos sítios a atribuir a MPE.

Recorde-se que a Rota Histórica das Linhas de Torres é uma Associação para o Desenvolvimento Turístico e Patrimonial das Linhas de Torres Vedras, sem fins lucrativos, constituída pelos municípios fundadores de Arruda dos Vinhos, Loures, Mafra, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira.

Marriott International anunciou a inauguração antecipada do JW Marriott Hotel Shanghai Fengxian, sendo o 50º hotel Marriott International a ser inaugurado em Xangai.

Localizado na Baía de Hangzhou, no distrito litorâneo de Fengxian, a apenas 1 hora de carro ao sul da região metropolitana de Xangai, o novo hotel promete ser um santuário sofisticado e luxuoso, bem como uma porta de entrada para Xangai e cidades próximas, como Hangzhou e Suzhou.

Desenhado  pela empresa de design internacional PLD, o estilo da narrativa do hotel é inspirado no ambiente natural, com seu exterior imaginado como o lendário pássaro Roc, da fábula “Roc pulando no mar”. O interior está repleto de materiais naturais, como madeira e mármore em formas onduladas e curvílineas para refletir as ondas do mar do leste nas proximidades.

Com 266 quartos e suites em tons relaxantes de azul ecoam as praias e o mar, com linhas modernas e limpas e todas projetadas para o conforto e conveniência dos hóspedes.

A oferta de comidas e bebidas do hotel inclui 3 restaurantes distintos e um bar, com menús e produtos recém-colhidos do jardim do hotel, o JW Garden.

O JW Kitchen, restaurante aberto o dia todo, oferece um menú tentador de pratos locais e internacionais em estações de cozinha ao vivo, incluindo uma churrasqueira a carvão com as carnes e frutos do mar mais frescos. O restaurante requintado Yan Xuan, com 15 salas de jantar elegantes para eventos privados, serve iguarias cantonesas e de Xangai combinadas com chás chineses perfumados.

O impacto da pandemia Covid-19 sobre a atividade da HotelShop foi evidente, dado o seu efeito para o turismo – setor que representa uma fatia importante da atividade da central de compras.

Esta entidade agregadora de compradores reagiu de pronto às novas circunstâncias, focalizando a sua atenção no apoio à aquisição de produtos, equipamentos e serviços de proteção contra a Covid-19, tendo lançado e atualizado semanalmente, desde o início da pandemia, um catálogo desses materiais, com preços especiais negociados junto de dezenas de produtores e distribuidores deses bens, e apoiando na seleção dos mais adequados e legalmente aprovados.

Por outro lado, foi dado um maior enfoque ao apoio à instituiçõe sociais, de tal forma que, desde meados de 2020, se verificou um crescimento tanto do número de sócios como do volume de compras dos associados da área social, a qual veio ajudar a compensar a redução da atividade do setor hoteleiro.

É de salientar que, em consequência, se inverteu a proporção de atividade dos hotéis e das instituições sociais (IPSS) na central de compras, tendo o volume de compras das IPSS representado dois terços do total, no ano findo.

No final de 2020 a central de compras integrava já com 567 unidades hoteleiras e instituições sociais – mais 20 do que em 2019. Este facto é de realçar, pois demonstra a maior relevância dada à gestão de custos em épocas de crise.

Mesmo com a quebra de compras de associados verificada em 2020, ainda assim a HotelShop conseguiu movimentar cerca de 10 milhões de euros em compras (menos 38% do que em 2019), e obteve para os seus associados reduções de custos de cerca de 1,5 milhões de euros no mesmo período, ajudando assim o desafio de resiliência – e por vezes de sobrevivência – que muitos enfrentam nesta época de crise pandémica tão brutal para as pessoas e para a economia.