Faleceu ontem, dia 25 de março, Manuel Fialho, do icónico restaurante O Fialho, em Évora, e considerado um dos maiores defensores e impulsionadores da gastronomia tradicional alentejana. 

Manuel Fialho foi uma personalidade incontornável da sociedade alentejana a quem a região e Portugal muito devem. Durante décadas comandou os destinos do Restaurante O Fialho, recuperando muitas das receitas tradicionais entretanto caídas no esquecimento, e ajudando a elevar o estatuto da gastronomia alentejana a uma das “almas gastronómicas de Portugal”. Foi também co-autor de diversas obras sobre o tema, destacando-se a coordenação da “Carta Gastronómica do Alentejo – Monumenta Transtaganae Gastronomica“.

Do seu vasto currículo destacam-se várias funções de âmbito associativo, sempre em defesa do “seu Alentejo”. Integrou várias equipas diretivas da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e foi um dos fundadores da Agência de Promoção Turística do Alentejo, tendo primeiro ocupado cargos de direção e posteriormente de presidente da Mesa da Assembleia Geral; participou e foi conselheiro em inúmeros programas e projetos de desenvolvimento turístico; foi presidente da delegação da AHRESP em Évora durante quase duas décadas e membro fundador da Confraria Gastronómica do Alentejo. A própria AHRESP, em 2018, agraciou-o com medalha e diploma de honra por ter ajudado a elevar a gastronomia a “Património Cultural de Portugal”. Em 2010 a Entidade Regional de Turismo atribuiu-lhe o Prémio Personalidade, no âmbito dos prémios do Turismo do Alentejo, tendo posteriormente sido distinguido em 2016 com o Prémio da Agência Regional de Promoção Turística.

“O Alentejo perde uma figura de vulto que tanto contribuiu para a gastronomia, a cultura e o turismo do Alentejo” refere Vítor Silva, presidente da Agência de Promoção Turística do Alentejo, acrescentando que “embora hoje o Alentejo fique órfão de uma figura amada e admirada por muitos, Manuel Fialho deixa muitos discípulos numa geração de cozinheiros que, através do seu trabalho, lhe prestarão uma homenagem diária”.

Segundo António Ceia da Silva, presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo, Manuel Fialho foi “uma grande referência não só para o Turismo do Alentejo, mas também de Portugal. Nunca teremos a noção daquilo que efetivamente lhe ficámos a dever. Mas, principalmente, foi um grande amigo, um companheiro de luta.”

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *