Artigos

ALGARVE na força máxima para receber o verão

A época alta de verão chega ao Algarve num momento crucial da retoma da atividade turística e encontra a oferta de Sol e Mar do destino na máxima força: não só a região foi eleita como «Melhor Destino de Praia do Mundo» nos World Travel Awards, os Óscares do turismo mundial, como as suas praias acumulam galardões de qualidade que reforçam os motivos para uma visita. Contas feitas, são 244 razões extra para escolher os areais algarvios nas férias!

Tavira, com quatro praias, e Faro e Vila do Bispo, com três, estão entre os concelhos com mais Praias ZERO Poluição em Portugal, distinção atribuída pela associação ambientalista ZERO às praias onde não foi detetada qualquer contaminação microbiológica nas análises efetuadas às águas balneares ao longo das três últimas épocas de banhos. Ao todo, este ano a região oferece 14 Praias ZERO Poluição.

Outra boa notícia é a de que o Algarve é a região nacional com a maior subida anual de Praias com Qualidade de Ouro, o galardão atribuído pela associação ambientalista Quercus para distinguir a qualidade da água balnear das praias portuguesas. Um total de 93 areais do destino têm Qualidade de Ouro, e o concelho de Albufeira é o que mais brilha em todo o país, com 20 praias premiadas.

Albufeira é ainda o município nacional líder em Bandeiras Azuis, com um total de 26 galardões hasteados em 25 praias e na marina local. Em 2021, a Associação Bandeira Azul da Europa atribui ao Algarve 91 Bandeiras Azuis, símbolo de qualidade ambiental que será hasteado em 87 praias e quatro marinas da região.

No último ano, o Algarve ofereceu igualmente aos visitantes 45 Praias Acessíveis, que desfraldam a bandeira branca do Programa Praia Acessível – Praia para Todos! para assinalar as zonas balneares acessíveis a pessoas com mobilidade condicionada.

Finalmente, em novembro de 2020 o Algarve foi distinguido, pela primeira vez, como Melhor Destino de Praia do Mundo, na Grande Final dos World Travel Awards, reunindo a preferência dos principais líderes da indústria de turismo e viagens de todo o mundo.

Algarve tem seis restaurantes com estrelas Michelin e ganha uma nova distinção

A edição de 2021 do Guia Michelin confirma para o Algarve seis restaurantes com uma e duas estrelas, e distingue, pela primeira vez, o Check-in Faro na categoria “Bib Gourmand” pela ótima relação qualidade/preço.

O novo Guia Michelin para 2021, que chega hoje às bancas, foi apresentado ontem à noite, numa cerimónia transmitida de forma virtual a partir de Madrid (Espanha).

Na edição de 2021 do conceituado guia, a região do Algarve contabiliza seis restaurantes: o Ocean (Lagoa) e o Vila Joya (Albufeira), galardoados com duas estrelas (‘cozinha excecional, merece o desvio’); e o Bon Bon (Carvoeiro), o Gusto by Heinz Beck (Almancil), o Vista (Portimão) e o Vistas (Vila Nova de Cacela), distinguidos com uma estrela Michelin (‘cozinha de grande nível, compensa parar’). A novidade surge com o prémio “Bib Gourmand” atribuído ao Check-in Faro (‘ótima relação qualidade/preço’, vale a pena ir). Este junta-se ao restaurante Avenida (marina de Lagos), também incluído na mesma categoria.

João Fernandes, presidente do Turismo do Algarve, congratula-se com as distinções do famoso guia, referindo que «o Algarve é sinónimo de boa gastronomia, pela forma ímpar como combina qualidade, variedade, tradição e criatividade, e privilegia a incorporação dos produtos típicos sazonais. Este é o contexto que encontramos no destino e é o que fica registado nesta nova edição do conceituado Guia Michelin, o qual ano após ano tem vindo a distinguir a excelência da cozinha algarvia».

«Este é também um importante reconhecimento à restauração algarvia, sobretudo no momento que estamos a atravessar. Os empresários e trabalhadores bem o merecem! O turismo gastronómico é um dos nossos produtos turísticos estratégicos, no qual vamos naturalmente continuar a apostar», conclui o responsável do turismo algarvio.

Algarve volta a ser o Melhor Destino de Praia na Europa em 2020

“Num ano tão atribulado como o de 2020, receber este prémio e continuar a merecer a preferência de viajantes de todo o mundo é um sinal de confiança no futuro.”

O Algarve foi, uma vez mais, distinguido como o “Melhor Destino de Praia da Europa”, na edição de 2020 dos World Travel Awards.

Esta é a sétima vez (e sexta consecutiva) que o destino conquista a preferência dos principais líderes da indústria de turismo e viagens de todo o mundo que, anualmente, participam nesta iniciativa e votam para premiar a melhor oferta turística a nível global.

Para além do valioso histórico que permite à região manter o recorde enquanto destino que mais vezes ganhou este galardão (em 2013, 2015, 2016, 2017, 2018, 2019 e, agora, 2020), o Turismo do Algarve considera que a distinção alcançada este ano assume uma importância especial. “Num ano tão atribulado como o de 2020, receber este prémio e continuar a merecer a confiança de viajantes de todo o mundo é um sinal de confiança no futuro. Esta distinção vem reconhecer não só a qualidade das nossas praias e da nossa oferta, mas também mostrar que o Algarve continua a ser um destino seguro para passar férias, com tranquilidade e cumprindo todas as normas definidas para a proteção da saúde pública”, afirma João Fernandes, presidente do Turismo do Algarve.

De recordar que o Algarve foi uma das primeiras regiões europeias a abrir a época balnear, garantindo todas as condições de segurança. “Reforçar a segurança do destino e reconquistar a confiança dos turistas tem sido a nossa prioridade, desde o início da pandemia”, explica João Fernandes. “Houve uma grande mobilização e um esforço conjunto de toda a região nesse sentido, o que se revelou essencial para consolidar esta imagem de Melhor destino de Praia Europeu. Receber esta distinção internacional vem validar todo esse trabalho e provar que o Algarve é capaz de se adaptar às novas circunstâncias, sem adulterar a qualidade e a autenticidade das experiências que aqui podem ser vividas pelos nossos turistas.”

A beleza e a diversidade das praias do Algarve, o sol que se faz sentir o ano inteiro e a oferta de condições para a prática de diversas atividades e desportos relacionados com o mar são algumas das características mais valorizadas por quem escolhe as praias algarvias. A estes, juntam-se outros fortes argumentos como a existência de 87 praias de bandeira azul; a sinalização de 48 praias com as acessibilidades necessárias para pessoas com mobilidade condicionada; a implementação de boas práticas ambientais no que toca à limpeza e à preservação desses locais ou ainda a disponibilização de um conjunto de infraestruturas e serviços de apoio de qualidade reconhecida.

É com base na conjugação de todos estes atributos, que o Algarve tem vindo a ser distinguido, ao longo dos últimos anos, como “Melhor Destino de Praia da Europa”. Este é um posicionamento que tem permitido ao Turismo do Algarve capitalizar a aposta que tem vindo a fazer, quer ao nível da fidelização de mercados estratégicos prioritários, como da diversificação de outros mercados. “Junto de todos aqueles que nos visitam para conhecer as nossas praias excecionais, procuramos depois promover uma oferta rica e diversificada – que vai desde o golfe, ao turismo náutico e ao turismo de natureza, à cultura e à gastronomia da região.”, revela João Fernandes.

Fórmula 1 no Algarve é um prémio merecido e há muito desejado para a região

Com um impacto económico que poderá chegar aos 80 milhões de euros, o evento vem trazer um novo fôlego para o turismo no Algarve.

O Turismo do Algarve congratula-se com a confirmação oficial do Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão, como um dos palcos escolhidos para integrar a organização do Campeonato Mundial de Fórmula 1. O Grande Prémio regressa a Portugal no fim de semana de 23 a 25 de outubro, após um hiato de 24 anos.

“Estamos claramente satisfeitos e orgulhosos com esta decisão. Para além da vontade de fazer regressar esta modalidade ao nosso país, trazer um evento internacional com esta dimensão para o Algarve era algo que era desejado há muito tempo. Este feito resultou de um trabalho de vários anos e de um esforço muito grande e concertado entre várias entidades, a começar pelo próprio Autódromo do Algarve, pela Câmara Municipal de Portimão e do Turismo do Algarve, envolvendo também a imprescindível colaboração da Secretaria de Estado do Turismo e Ministério da Economia, do Turismo de Portugal, e das Autoridades de Saúde Regional e Nacional”, explica João Fernandes. “Fruto desta colaboração conjunta, foi possível transformar uma crise numa oportunidade. Conseguimos demonstrar que este é um destino seguro, com um conjunto de infraestruturas de apoio de uma enorme qualidade e uma oferta turística diversificada que enriquece a estadia dos visitantes, e que é capaz de cumprir os elevados padrões exigidos para acolher aquela que é considerada a prova-rainha do desporto automóvel. Este é, sem dúvida, um sinal de confiança muito positivo que é dado à região”, acrescenta o presidente do Turismo do Algarve.

Para além da projeção da marca Algarve a nível mundial, este evento vem trazer um novo fôlego ao turismo da região. Só no que diz respeito a receitas diretas, provenientes da organização e dos espectadores da prova, prevê-se que este evento venha a representar para a região, um valor próximo dos 40 milhões de euros. Em termos indiretos, e tendo em conta o efeito multiplicador da receita gerada em torno da realização desta iniciativa, o impacto económico pode chegar aos 80 milhões de euros.

Neste contexto, o Turismo do Algarve está confiante que o Grande Prémio de Fórmula 1 irá ajudar a atenuar os efeitos que a pandemia teve neste setor e contribuir para que o último trimestre do ano registe resultados mais positivos. “Este evento pode representar uma semana de agosto em outubro para o turismo da região, o que irá permitir assegurar a sustentabilidade de muitas empresas na época baixa.”, avança João Fernandes. Para além da prova principal, está já também garantida uma prova do circuito mundial da FIA Fórmula 2, estando ainda a ser negociada a possibilidade de realização de outras provas agregadas.

Face à expectativa de um aumento significativo de visitantes que esta competição pode gerar, o Turismo do Algarve garante que o destino está preparado para acolher um maior número de pessoas em segurança, quer em termos de rede de cuidados de saúde, reforçada durante os primeiros tempos da pandemia, quer no que diz respeito à capacidade de dar uma resposta musculada, face a uma eventual ocorrência. No período em que a prova terá lugar, o esforço de reativação das rotas aéreas previamente existentes já permitirá garantir uma fácil acessibilidade à região.

Turismo do Algarve não compreende decisão do Governo do Reino Unido

No seguimento da divulgação da lista que coloca Portugal – e o Algarve – fora dos corredores aéreos do Reino Unido isentos de quarentena, o Presidente do Turismo do Algarve considera importante referir o seguinte:

É uma decisão que lamentamos e que não compreendemos à luz dos factos, por ser profundamente injusta e penalizadora para o país em geral e para o Algarve em particular.

Fomos claramente penalizados por falar verdade. Será mais seguro viajar para países que testam metade, ou mesmo um terço, ou preferem passar férias num país verdadeiramente empenhado em preservar a Saúde Pública e o Turismo?

Nesta época, a grande maioria dos turistas britânicos vem para o Algarve, região que entre julho e setembro regista 68% das dormidas do Reino Unido em hotelaria em Portugal.

Desde o início da pandemia da doença Covid-19, o Algarve regista apenas 1,5% dos casos em território nacional (639 casos acumulados até dia 2 de julho).

Recentemente, o Algarve foi eleito pela “European Best Destinations”, organização tutelada pela Comissão Europeia, um dos destinos europeus mais seguros para férias nos próximos meses.

A decisão é um erro do Governo britânico, que poderia ser evitado se ouvisse os 18 mil residentes britânicos que vivem na região e que podem testemunhar na primeira pessoa o exemplo dado durante a pandemia.

De igual modo, o último relatório do “Índice Global da Paz” produzido pelo Instituto de Economia e Paz coloca Portugal como o terceiro país mais seguro do mundo.

Em maio, Portugal foi aclamado no Reino Unido como exemplo na resposta à pandemia. De lá para cá, melhorámos os índices de internamente (-50%), óbitos (-70%) e casos ativos (-45%).

A Autoridade nacional de Turismo desenvolveu o primeiro sistema de certificação de protocolos sanitários em atividade turística do mundo, o selo “Clean & Safe”, contando-se mais de 17 mil selos emitidos e 20 mil profissionais formados.

Ao mesmo tempo, o Turismo do Algarve desenvolveu um “Manual de Boas Práticas”, igualmente pioneiro ao nível mundial, para várias das atividades turísticas, englobando os procedimentos a adotar para rent-a-car, golfes, parques de campismo, marinas, praias, surf, parques aquáticos e restaurantes, além do alojamento turístico, agências de viagens e empresas de animação turística.

Portugal é um dos países que mais testa a população e que apresenta das taxas de letalidade mais baixas.

Apesar de até hoje ser igualmente obrigatória a quarentena no regresso, temos vindo a assistir a uma procura crescente do mercado britânico, desde que em meados de junho reiniciaram as ligações ao Reino Unido. Para julho e agosto temos disponíveis ligações para 20 aeroportos, operados por 5 companhias aéreas, atestando a confiança de turistas e operadores aéreos no Algarve.

Internacionalmente, somos reconhecidos como “Melhor Destino do Mundo” enquanto país. O Algarve é o “Melhor Destino de Praia da Europa” e o “Melhor Destino de Golfe do Mundo”.

Todos estes argumentos foram amplamente expostos ao Governo britânico. Não baixaremos os braços. Continuaremos a trabalhar para que a próxima revisão desta medida nos seja favorável e os turistas britânicos continuarão a ser muito bem-vindos ao Algarve, como têm sido nos últimos 50 anos.

“O Algarve fica-te bem”. Nova campanha promocional do Turismo do Algarve

Ano após ano, os portugueses preferem o Algarve nas férias de verão e esta é uma escolha compreensível, porque afinal… “O Algarve fica-te bem”. Está dado o mote da nova campanha promocional do Turismo do Algarve, que arrancou com o objetivo de motivar não só os turistas nacionais, como também os estrangeiros, a desfrutarem das férias do verão 2020 na região, reforçando a confiança na marca Algarve e, consequentemente, a notoriedade do principal destino turístico do país.

Focada essencialmente no social media advertising, a campanha apresenta um filme motivacional protagonizado por um dos casais de influencers de viagens de maior sucesso internacional da atualidade, Raquel e Miguel, dois jovens portugueses apaixonados por viagens… e pelo Algarve, onde quis o destino em tempos se conhecessem e tivesse acontecido amor à primeira vista.

Agora, regressam ao Algarve para partilharem com as centenas de milhares de seguidores da página de Instagram @explorerssaurus_ experiências únicas em lugares excecionais dispersos pela região, tais como quedas de água, um dos tesouros do interior algarvio; vilas pitorescas como Ferragudo, à beira-rio Arade; praias de extensos areais e águas cristalinas, em plena ria Formosa, ou ainda praias mais recônditas e escondidas entre arribas, no Barlavento algarvio.

«Queremos acreditar que tudo o que aconteceu nos últimos meses foi só uma pausa, um intervalo nas nossas vidas, e que passado esse momento voltamos a descobrir como nos fica bem este Algarve. É esse convite que fazemos aos turistas portugueses e estrangeiros através das redes sociais, que visitem – ou revisitem – a região, que a explorem e desfrutem da vasta oferta turística do destino, com propostas que vão do sol e mar à natureza e náutica de recreio, da cultura à gastronomia e vinhos, sem esquecer a fantástica oferta hoteleira», resume João Fernandes, presidente do Turismo do Algarve.

Além de Portugal, a campanha decorre nos principais mercados emissores de turistas para o Algarve, como o Reino Unido, Alemanha, Irlanda, Holanda, França e Espanha a partir desta quinta-feira, com a publicação do primeiro de vários posts bilingues (Português e Inglês)  no Instagram @explorerssaurus_, que em poucas horas conta mais de 40 mil gostos e meio milhar de comentários  Na próxima semana será então divulgado o filme promocional nas redes sociais Facebook, Instagram e YouTube, onde será promovido durante um mês numa das maiores campanhas de Social Media Advertising realizadas pelo Turismo do Algarve.

Já se pode dar tacadas no melhor destino de golfe da Europa

Os campos de golfe do Algarve estão de regresso à atividade desde o início do mês, esperando atrair os habituais praticantes da modalidade com a retoma das viagens e a abertura gradual das fronteiras. Com rigorosos protocolos sanitários em vigor, os mais de 40 campos da região querem provar que é seguro jogar naquele que foi considerado o melhor destino de golfe da Europa em 2020 pela revista britânica Today’s Golfer.

Numa altura que corresponderia ao pico da procura pela modalidade – os meses de março, abril e maio são os que habitualmente concentram o maior número de voltas nos golfes algarvios, além de setembro e outubro –, os campos do Algarve reabrem em condições plenas de segurança para os praticantes e funcionários das instalações desportivas. Garantia disso é o cumprimento, por cada campo, das linhas orientadoras definidas no plano da Federação Portuguesa de Golfe para a reabertura do negócio.

Para o presidente do Turismo do Algarve, João Fernandes, «este é um sinal do esforço da indústria do golfe da região, e da sua resiliência, em acompanhar a exigente dinâmica que a situação de pandemia criou desde que foi decretada. Seguindo as recomendações da Federação, do Conselho Nacional da Indústria do Golfe e da Direção-Geral de Saúde, passamos a mensagem de que é possível voltar a jogar com confiança nos nossos campos, que em 2019 contabilizaram mais de um milhão de voltas».

Mas o golfe não é o único exemplo da retoma da atividade económica e social no Algarve. Aos poucos, a região vai saindo do confinamento imposto pela pandemia e já se veem marinas e empresas de rent-a-car a funcionar. Este mês, 33% das unidades hoteleiras também já estão abertas, subindo a percentagem para os 75% em junho, segundo um inquérito realizado pelo Turismo do Algarve. A estes juntam-se os restaurantes, que reabriram as portas no início desta semana, os parques de campismo, as áreas de serviço de autocaravanas e ainda os mercados e feiras, polos habituais de atração no Algarve pela qualidade dos produtos e pelo típico ritual da compra de proximidade aos vendedores locais.

«A retoma é naturalmente lenta, até porque temos de estar em cumprimento de um conjunto de normas que permitam reativar os negócios de forma responsável. Mas com o anunciado arranque da época balnear a 6 de junho, fator importante pelo óbvio impacto do produto Sol e Mar no Algarve, e com o esperado restabelecimento da liberdade de circulação no espaço Schengen há esperança de alguma vitalidade para o setor do turismo algarvio ainda este ano», conclui João Fernandes.

Créditos imagem: Hélio Ramos

Turismo do Algarve aplaude suspensão da taxa turística

O presidente da Região de Turismo do Algarve (RTA) e da Associação Turismo do Algarve (ATA), João Fernandes, saúda a decisão dos municípios da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) de suspensão da aplicação da taxa turística municipal, bem como do deferimento e isenção de outras taxas e pagamentos de serviços dirigidos à população e às empresas.

João Fernandes refere que «neste momento, assegurar a saúde pública e o bem-estar das pessoas na região, tanto dos residentes como dos visitantes, é a missão primeira de todos. Mas não podemos descurar a competitividade futura da nossa economia. São as empresas que geram e que continuarão a gerar a riqueza e o emprego na região».

«Face ao árduo período que as diferentes atividades turísticas atravessam, nomeadamente o alojamento, todos os sinais positivos são importantes passos para uma retoma, pelo que o Turismo do Algarve aplaude a decisão dos autarcas algarvios», acrescenta.