A Emirates retomará os voos para Genebra (a partir de 15 de julho), Los Angeles (a partir de 22 de julho), Dar es Salaam (a partir de 1 de agosto), Praga e São Paulo (a partir de 2 de agosto) e Boston (a partir de 15 de agosto), oferecendo aos passageiros ainda mais opções de viagem. Isto aumentará a rede da companhia aérea para 58 cidades até meados de agosto, incluindo 20 destinos na Europa e 24 na Ásia-Pacífico. Adnan Kazim, Diretor Comercial da Emirates, sublinha: “Observamos um aumento no interesse e na procura por parte dos passageiros desde o anúncio da reabertura do Dubai e também com o aumento das opções de viagens que oferecemos à medida que restabelecemos a nossa conetividade de rede. Continuamos a trabalhar em estreita colaboração com todas as partes interessadas para retomar as operações de voo, garantindo que todas as medidas necessárias para salvaguardar a saúde e a segurança dos nossos passageiros e funcionários estejam em vigor.” Os passageiros da Emirates que viajam entre as Américas, Europa, África, Médio Oriente e Ásia-Pacífico podem desfrutar de ligações seguras e convenientes através do hub da Emirates no Dubai. Os passageiros podem também parar ou viajar para o Dubai, pois a cidade foi reaberta para visitantes internacionais em viagens de negócios e lazer. Viajar com confiança Com a reabertura gradual das fronteiras durante o verão, a Emirates reviu as suas políticas de reservas para oferecer aos passageiros a flexibilidade e confiança para planear as suas viagens. Os passageiros que adquirirem um bilhete da Emirates até 31 de julho de 2020 para viajar até 30 de novembro de 2020, poderão usufruir de condições vantajosas em nova reserva se os seus planos de viagem sofrerem alterações devido a restrições inesperadas de voo ou de viagem relacionadas com a COVID-19 ou quando reservarem uma tarifa Flex ou Flex plus. Mais informações aqui. Os clientes premium podem aproveitar o serviço Chauffeur Drive da Emirates e relaxar no Lounge do aeroporto Dubai International, após uma análise completa de saúde e segurança. A Emirates implementou um conjunto abrangente de medidas em todas as etapas da viagem para garantir a segurança dos seus passageiros e funcionários em terra e no ar, incluindo a distribuição de kits de higiene gratuitos contendo máscaras, luvas, desinfetante para as mãos e toalhetes antibacterianos a todos os passageiros. Para mais informações sobre medidas e serviços disponíveis em cada voo, visite: www.emirates.com/yoursafety. Os visitantes do Dubai deverão ter em sua posse uma apólice de seguro de viagem internacional que cubra as complicações causadas pela Covid-19 durante a sua estadia. Para mais informações sobre os requisitos de entrada para visitantes internacionais no Dubai: www.emirates.com/flytoDubai. Restrições de viagem: os passageiros são relembrados de que as restrições de viagem permanecem em vigor e os mesmos serão apenas aceites se cumprirem os requisitos de elegibilidade e critérios de entrada dos seus países de destino. Visite: www.emirates.com/wherewefly. Os residentes do Dubai podem verificar os últimos requisitos de viagem em: www.emirates.com/returntoDubai.

A easyJet retoma a ligação entre Belfast (Irlanda do Norte) e Faro (Portugal) a partir de 16 de junho, uma conexão que vai realizar-se 3 vezes por semana. Este anúncio acontece depois da companhia ter revelado o plano de retoma das operações para Portugal – Porto e Lisboa desde Genebra, na Suíça – para 15 de Junho.

Também a partir da segunda quinzena de junho, a easyJet vai operar um pequeno número de voos, principalmente domésticos, desde 22 aeroportos europeus

O aumento do número de voos, à medida que a procura dos clientes começa a fazer sentir-se e as restrições de cada país diminuírem, faz parte da estratégia da companhia aérea durante este período de retoma do plano de voos.

Para que tal aconteça em segurança, foram definidas uma série de medidas para ajudar a garantir a saúde e o bem-estar de todos os clientes e tripulantes a bordo. Destas fazem parte a desinfeção rigorosa dos aviões easyJet; os clientes, tripulação de bordo e terra terão a obrigação de usar máscaras; inicialmente também não haverá serviço de alimentação a bordo dos voos, todos operados numa rede de curta distância.

Para mais informações sobre voos disponíveis e para reservar, visite easyJet.com.

A Emirates divulgou diversas medidas para funcionários e passageiros em todas as etapas da viagem, redefinindo os padrões de segurança e higiene a bordo e em terra. As novas medidas entraram em vigor hoje, com a retoma dos voos regulares de passageiros para nove destinos.

“A Emirates está a implementar um conjunto abrangente de medidas em todas as etapas da viagem do passageiro, para aprimorar a higienização de todos os pontos de contacto e garantir a saúde e a segurança dos nossos passageiros e funcionários. O risco de contrair uma infeção numa aeronave já é muito reduzido, mas não poupamos esforços para rever cada etapa, desde o check-in até ao desembarque. Todas as medidas implementadas refletem uma redução do risco e o nosso objetivo é tornar o voo o mais seguro possível.

“Estamos a trabalhar com todas as partes interessadas no Dubai – incluindo as autoridades aeroportuárias, de imigração, saúde e aviação para implementar essas medidas e continuaremos a rever e consultar especialistas para qualquer desenvolvimento e mudanças que surjam. Todos sabemos que precisamos de nos adaptar a diferentes situações durante esta pandemia no nosso dia-a-dia.

Todas estas medidas, em combinação com as estratégias proativas de gestão da pandemia adotadas pelos Emirados Árabes Unidos, mostram a seriedade com que estamos a encarar a saúde e a segurança das nossas comunidades locais e globais o que transmitirá confiança ao público”, sublinhou Adel Al Redha, Diretor de Operações da Emirates.

Check-in

A Emirates irá entregar kits de higiene gratuitos a todos os passageiros no processo de check-in no Aeroporto Internacional do Dubai e nos voos para o Dubai. Estes kits são compostos por máscaras, luvas, toalhetes antibacterianos e desinfetante para as mãos. Os kits de higiene complementam uma série de medidas adicionais já introduzidas para manter os passageiros seguros.

Luvas e máscaras são obrigatórias para todos os passageiros e funcionários no aeroporto do Dubai, enquanto que as máscaras são obrigatórias nos voos da Emirates. Na chegada ao aeroporto, scanners térmicos em várias áreas monitorizam as temperaturas de todos os passageiros e funcionários. Indicadores físicos de distanciamento foram colocados no chão e nas áreas de espera para ajudar os passageiros a manter a distância necessária nas áreas de check-in, imigração, embarque e transferência.

A equipa do aeroporto também instalou barreiras de proteção em cada balcão de check-in e de imigração para fornecer garantias adicionais de segurança aos passageiros e funcionários durante a interação no balcão.

Trânsito de passageiros

Os passageiros que viajem através Aeroporto Internacional do Dubai e sejam transferidos para outro voo, passam por uma triagem térmica no momento do desembarque. Os balcões de transferência no aeroporto foram também instalados com barreiras de proteção como medida de segurança. A equipa do aeroporto, que utiliza equipamento de proteção individual (EPI), direcionará os passageiros a uma distância segura para obter assistência extra. Os passageiros receberão um kit de higiene adicional antes de embarcar no voo de ligação. 

Embarque

A sequência de embarque foi intercalada e os passageiros embarcam em fila, num número reduzido. A área de espera foi também modificada para garantir que todos os passageiros cumprem o distanciamento social. Os agentes de embarque da Emirates, que utilizam equipamento de proteção individual (EPI), facilitarão a sequência de embarque. As portas de embarque são limpas e desinfetadas após o embarque de cada voo.

A bordo

Toda a tripulação de cabine a bordo será totalmente equipada com EPIs. Para manter os mais altos padrões de segurança e higiene, a Emirates adicionou um assistente de serviço de cabine (CSA) à tripulação em voos com duração de 1h30m. Os CSAs garantirão que os lavatórios são limpos com intervalos frequentes – a cada 45 minutos. Cada lavatório foi equipado com sabão desinfetante e instruções para proceder à lavagem das mãos.

Para minimizar o risco de infeção por toque, revistas e material de leitura impresso não estarão disponíveis durante este período. Nas classes premium, menus de utilização única e listagens de vinhos serão fornecidas aos passageiros. Itens de conforto, como colchões, almofadas, cobertores, auscultadores e brinquedos, serão higienicamente fechados. A Emirates retomará o seu serviço com refeições quentes de alta qualidade, talheres e pratos que serão esterilizados antes de cada utilização.

A bagagem de cabine deve ser registada e os passageiros deverão apenas levar consigo artigos essenciais, como portáteis, bolsas, malas ou artigos de bebé. Os passageiros deverão a trazer canetas para preencher os Formulários de Declaração de Saúde, que são necessários para alguns destinos.

As cabines das aeronaves modernas da Emirates foram equipadas com filtros de ar HEPA avançados, que removem 99,97% dos vírus e eliminam poeira, alérgenos e germes do ar para proporcionar um ambiente a bordo mais saudável e seguro. Após a sua viagem e assim que aterra no Dubai, cada aeronave passará por processos aprimorados de limpeza e desinfeção, de forma a garantir segurança e saneamento adequado.

Tripulação Emirates

Para proteção dos colaboradores, a tripulação de cabine e voo da Emirates recebe um carro para embarque e desembarque, na sua casa – no início e no final do seu trabalho. A tripulação operacional faz o check-in para os seus voos com escala numa instalação do aeroporto dedicada à tripulação, antes de ser transportada para a aeronave. As escalas nas cidades de destino foram reduzidas sempre que possível e, em voos de longo curso onde as escalas são necessárias, a tripulação é colocada em quartos individuais nos hotéis. No regresso ao Dubai, onde toda a tripulação de cabine da Emirates está sediada, os testes à COVID-19 são realizados a todos os elementos da mesma. Cada membro da tripulação fará uma quarentena de 14 dias em sua casa após cada voo, a menos que esteja de serviço.

A Emirates anunciou o seu plano de operar serviços de voo programados de 21 de maio para nove destinos: Londres Heathrow Frankfurt, Paris, Milão, Madrid, Chicago, Toronto, Sydney e Melbourne. A companhia aérea disponibiliza também ligações no Dubai para passageiros que viajam entre o Reino Unido e a Austrália.

Esses voos estão disponíveis para reservas em emirates.com.

Os passageiros só serão aceites nestes voos se cumprirem os requisitos de elegibilidade e critérios de entrada dos seus países de destino. Isto inclui uma aprovação da Autoridade Federal de Identidade e Cidadania (ICA) para os residentes dos Emirados Árabes Unidos que desejem voltar ao Dubai.

Adel Al Redha, Diretor de Operações da Emirates refere: “Temos o prazer de retomar os serviços de passageiros programados para estes destinos, oferecendo mais opções para os passageiros viajarem dos Emirados Árabes Unidos para estas cidades e também entre o Reino Unido e a Austrália. Estamos a trabalhar numa estreita colaboração com as autoridades para planear a retoma das operações para destinos adicionais. Implementamos medidas adicionais no aeroporto em coordenação com as autoridades relevantes em relação ao distanciamento e higiene social. A segurança e o bem-estar dos nossos funcionários, passageiros e comunidades continuam a ser a nossa principal prioridade. ”

Voos de repatriamento

Além dos serviços programados, a Emirates continua também a trabalhar em estreita colaboração com embaixadas e consulados para facilitar os voos de repatriamento para visitantes e residentes que desejam voltar para casa. Esta semana, a companhia aérea planeia operar voos do Dubai para Tóquio Narita (15 de maio), Conakry (16 de maio) e Dakar (16 de maio).

Saúde e segurança na Emirates

A segurança e o bem-estar dos passageiros e colaboradores são a principal prioridade da Emirates. Em preparação para a retoma dos serviços de voo, a companhia aérea já aprimorou várias medidas de segurança ao longo da viagem.

No aeroporto Internacional do Dubai, passageiros e funcionários terão as suas temperaturas verificadas através de scanners térmicos. Barreiras de proteção foram instaladas nos balcões de check-in para fornecer uma segurança adicional durante a interação. Luvas e máscaras são obrigatórias para todos os passageiros e funcionários no aeroporto. Além disso, a tripulação de cabine, os agentes de embarque e a equipa de terra da Emirates que interagem diretamente com os passageiros utilizarão equipamento de proteção individual (EPI), incluindo um vestido de proteção descartável e uma viseira de segurança.

Protocolos de distanciamento social são também implementados. Neste aeroporto, isso inclui indicadores físicos colocados no chão e nas áreas de espera no aeroporto para garantir que os passageiros mantêm uma distância segura.

Por motivos de saúde e segurança e para minimizar a interação a bordo, a Emirates oferece um serviço de bordo modificado que se concentra na redução do risco de contacto. Revistas e material de leitura impresso não estão disponíveis durante este período. A bagagem de cabine deve ser registada e os passageiros só podem levar a bordo itens essenciais, como portáteis, bolsas, malas ou artigos de bebé.

A Emirates iniciou um rigoroso programa de segurança para garantir que as cabines dos aviões permaneçam limpas e higienizadas. As cabines dos aviões modernas da companhia aérea foram equipadas com filtros de ar HEPA avançados, que removem 99,97% dos vírus e eliminam pó, alérgenos e germes do ar da cabine para proporcionar um ambiente a bordo mais saudável e seguro. Após a sua viagem e na aterragem no Dubai, cada avião passará por processos aprimorados de limpeza e desinfeção para garantir segurança e higiene adequada.

Como resultado das restrições de viagens sem precedentes impostas pelos governos em resposta à pandemia do novo Coronavírus e à implementação de bloqueios nacionais em muitos países europeus, a easyJet parou hoje totalmente toda a sua frota.

Nos últimos dias, a companhia tem ajudado a repatriar clientes, tendo operado quase 650 voos de resgate até o momento, trazendo de volta a casa mais de 45.000 clientes. O último desses voos de resgate foi operado no domingo, 29 de março. Vamos continuar a trabalhar em parceria com os governos para operar mais voos de resgate, caso nos seja solicitado.

Nesta fase, e sem a certeza da data para o reinício de voos comerciais, está a ser avaliada continuamente a situação. Com base nas regulamentações e na procura, será atualizada toda a informação ao mercado.

Continuamos a tomar todas as medidas para controlar custos e despesas não determinantes para o negócio a todos os níveis, de forma a mitigar o impacto da COVID-19. A suspensão das operações de toda a frota reduz os custos de forma significante.

A easyJet mantém-se forte do ponto de vista financeiro, sem refinanciamentos de dívida com vencimentos até 2022. Mantém-se as discussões com os investidores, que reconhecem a robustez do seu modelo de negócio.

Johan Lundgren, CEO da easyJet, sublinha:

Estou extremamente orgulhoso da maneira como os colaboradores da easyJet deram o melhor de si num momento tão desafiador, incluindo tantas tripulações que se voluntariaram para que os nossos clientes pudessem voltar para casa. Continuamos a trabalhar de forma incansavelmente para garantir que a easyJet consiga continuar a superar todos estes desafios.”

A Emirates, a maior companhia aérea internacional, está à procura de candidatos para integrar sua equipa multinacional de tripulação de cabine. A companhia aérea com sede no Dubai realiza o Open Day de Recrutamento de Tripulantes de Cabine no dia 15 de fevereiro no Hotel Vila Porto Mare; no dia 17 de fevereiro no Hotel Faro; e a 20 de fevereiro no Melia Hotel & Spa – às 9h00.

A companhia aérea procura homens e mulheres open-minded, com uma atitude prestável, amigável e orientada para o trabalho, oferecendo aos passageiros a melhor experiência a bordo. Os candidatos devem comparecer com um curriculum vitae (CV) em inglês atualizado e uma fotografia recente. Embora não seja obrigatório, os candidatos são aconselhados a preencher um formulário on-line no site de carreiras do Emirates Group, antes de participar no Open Day.

Existem diversos critérios  a ter em consideração, tais  como: os candidatos terem, pelo menos, 21 anos no momento de inscrição e um alcance de braço de 212 cm quando estão  em ponta dos pés  e  terem  capacidade de adaptação  a  novas pessoas, lugares e situações. Mais informações sobre os locais e requisitos do processo de seleção, incluindo  dress  code e tutoriais em: http://www.emiratesgroupcareers.com/cabin-crew/ 

Os candidatos deverão ir preparados para passar o dia no local, se necessário. Os candidatos pré-selecionados serão informados dos horários para novas avaliações e entrevistas. 

Atualmente, a Emirates voa para 158 destinos em seis continentes, operando uma frota de 271 aviões. É o maior operador global de aviões Boeing 777 e Airbus A380. A Emirates oferece aos candidatos uma excelente oportunidade de carreira, formação  e uma  incomparável  exposição cultural,  integrando  uma  equipa  verdadeiramente internacional, com  mais de 130 nacionalidades, incluindo  cerca de 500  de  Portugal. 

A tripulação de cabine beneficia de uma série de vantagens que compõem o pacote salarial, desde um rendimento livre de impostos, uma casa moderna gratuita no Dubai para partilhar, transporte gratuito de ida e volta para o trabalho, cuidados de saúde assegurados, além de descontos especiais em compras e atividades de lazer na cidade. A companhia aérea também oferece benefícios de viagem interessantes para a tripulação de cabine, bem como para os seus amigos e familiares, uma vez que a crescente rede global da Emirates oferece muitas oportunidades de viagem nos seis continentes. 

A pensar num maior esclarecimento sobre os Direitos dos Passageiros, a agência de viagens Globalis esclarece sobre o que estes podem fazer em caso de atrasos nos voos, viagem cancelada ou até mesmo não haver lugar para todos no avião – não abordando sequer o tema da perda de bagagem. A verdade é que, segundo a lei, na União Europeia os direitos dos passageiros aéreos estão assegurados por um regulamento comum a todos os Estados-membros, bem como aos restantes países que integram o Espaço Económico Europeu (EEE) e a Suíça – isto é válido em todos os voos que partam de um aeroporto comunitário, bem como aos voos vindos de fora do EEE com destino a um aeroporto do EEE, desde que a transportadora seja europeia.

Overbooking

Quando existem mais passageiros do que lugares, ocorre aquilo que é denominado pelas companhias aéreas por overbooking. Nestes casos, as companhias aéreas são obrigadas a procurar voluntários que cedam as suas reservas a troco de benefícios e, durante o período de espera, devem a disponibilizar-lhes toda a assistência, como alimentação, bebidas, alojamento se necessário e, além de tudo isso, a opção entre o reembolso total e o reencaminhamento por outro voo para o destino.

Caso se veja nessa situação, saiba que tem ainda direito a uma indemnização entre 250€ e 600€, dependendo das características do voo. Estes valores podem ser reduzidos a metade caso chegue ao destino previsto apenas algumas horas depois do previsto.

Cancelamento do voo

Em caso de cancelamento do voo, terá direito a uma indemnização idêntica àquela que é oferecida nas situações de overbooking, a não ser que seja informado do cancelamento pelo menos 14 dias antes do voo. Caso seja avisado entre 7 e 14 dias antes, deve-lhe ser oferecida uma viagem que permita partir até 2 horas antes da hora prevista e chegar até 4 horas depois da hora programada; se apenas o avisarem com menos de 7 dias de antecedência, deve ser disponibilizada uma viagem que permita partir até uma hora antes da hora prevista e chegar ao destino até duas horas depois do previsto.

Além disso, a companhia aérea está obrigada a oferecer uma opção entre o reembolso do bilhete no prazo de 7 dias e o regresso ao ponto de partida, ou o reencaminhamento para o destino final com condições semelhantes, à primeira oportunidade possível – todas as assistências anteriormente abordadas devem, obviamente, ser também garantidas.

Voos com atraso

Neste caso os seus direitos irão variar consoante o tempo de atraso e também pela distância da viagem. Tem direito a receber assistência por parte da companhia aérea, que inclui chamadas telefónicas ou mensagens por correio eletrónico, bebidas, refeição, alojamento ou transporte para o local de alojamento, desde que exista um atraso de no mínimo 2 horas para viagens até 1500 quilómetros, 3 horas para viagens entre 1500 a 3500 quilómetros – dependendo se envolvem um não um aeroporto dentro do EEE – e 4 horas para viagens superiores a 3500 quilómetros que envolvam um aeroporto fora do EEE.

Além disso, se o voo se atrasar pelo menos 5 horas, e não quiser fazer a viagem, tem ainda direito ao reembolso do bilhete e à garantia de transporte de regresso para o local da partida original. Em alternativa, pode seguir para o destino assim que possível ou noutra data que lhe seja conveniente.

Se chegar ao destino final com um atraso de 3 horas ou mais, tem direito a uma indemnização entre os 250€ e 600€, excepto se a companhia aérea conseguir provar que o atraso foi causado por circunstância extraordinárias.

Perda de Bagagem

Se a sua bagagem for perdida, danificada ou chegar com atraso, terá direito a uma indemnização de cerca de 1300€. Caso transportasse artigos de valor, pode obter uma compensação superior desde que os tenha declarado à companhia aérea até ao momento do registo da bagagem, através do formulário próprio e do pagamento de uma taxa. Tenha atenção, pois a companhia aérea não tem de indemnizar no caso de os danos se deverem a um defeito da própria bagagem. Existem prazos diferentes para cada queixa: a bagagem danificada deve ser declarada no prazo de 7 dias e a bagagem atrasada num máximo de 21 dias.

A verdade é que nem sempre as companhias aéreas são responsáveis pelos atrasos ou cancelamentos dos voos. Assim, os passageiros não têm direito a compensações se as situações forem provocadas por “circunstâncias extraordinárias”, consideradas por lei como situações de mau tempo, riscos de segurança, agitação política e greve. Assim, e embora não tenham direito a indemnizações, têm sim direitos quanto à assistência assegurada pela companhia aérea como alojamento, comida, bebida ou chamadas telefónicas ou reembolso do valor da reserva.

A Qatar Airways anuncia que a frequência de voos para Lisboa quase duplicará, passando de 7 para 13 voos por semana durante o verão, a partir de junho.  O sucesso da rota lançada há cerca de 6 meses justificou esta decisão da companhia, que vê em Portugal um enorme potencial de crescimento a curto prazo. 

Qatar Airways duplica frequência de voos semanais para Lisboa

Também outros destinos como Málaga, em Espanha, Dublin, na Irlanda e Londres Gatwick, no Reino Unido, irão aumentar a frequência dos voos semanais, dado que as vendas antecipadas têm evoluído muito acima do esperado.

Neste inicio de ano foram já anunciadas mais 79 frequências semanais para estes quatro destinos, mas em breve outras rotas deverão também ser reforçadas.

Segundo o CEO da Qatar Airways, Sua Excelência Sr. Akbar Al Baker, “2019 foi um ano de grandes conquistas para a nossa companhia.  Houve muitos highlights nos últimos 12 meses, mas destaco o Prémio de “Melhor Companhia Aérea do Mundo” atribuído pela Skytrax durante o Paris Air Show. Termos ganho este prémio pela quinta vez foi um momento verdadeiramente especial” e prosseguiu “As nossas conquistas em 2019 apenas reforçam o propósito de não nos desviarmos um milímetro do compromisso que assumimos com os milhões de passageiros que têm optado pelos nossos serviços – oferecer uma experiência inesquecível a bordo dos nossos aviões. O crescimento expressivo que tivemos nos últimos 12 meses, num contexto internacional muitas vezes adverso, motiva-nos a continuar a trabalhar para oferecer os mais altos padrões de qualidade e excelência da industria da aviação civil.”

Campanha Especial em Janeiro

A companhia terá uma campanha com tarifas e condições especiais para destinos selecionados, a decorrer de 7 a 13 de janeiro, em Portugal. Para além dos preços promocionais, existem vários benefícios disponíveis, tais como descontos adicionais em reservas nas primeiras 24 horas, descontos adicionais para reservas em dispositivos mobile, Qmiles (milhas) de bónus e muito mais.