A makro Portugal, no âmbito da pandemia global que estamos a viver devido à evolução do Covid-19, tem vindo a apoiar diversas iniciativas de responsabilidade social que procuram marcar a diferença. Entre as iniciativas apoiadas pela grossista encontra-se o projeto “Alimentar a Saúde”, organizado pelo chef Rui Silvestre, em conjunto com os Chefs Noélia Jerónimo, Vasco Coelho Santos, Rodrigo Castelo, Marco Gomes e a Rede de Emergência Alimentar, que visa distribuir refeições aos mais carenciados a sul, norte e centro do país. Neste projeto a makro Portugal é, maioritariamente, responsável pelo fornecimento de bens alimentares necessários para a confeção das refeições pelos vários chefs, a nível nacional. Esta ação foi estruturada a partir dos Bancos Alimentares, e encontra-se assente em Instituições de Solidariedade Social, Juntas de Freguesia e outras entidades que prestam apoio. A Rede de Emergência Alimentar mobiliza um corpo de voluntários, devidamente protegidos, que em horário e local definidos, realizam o transporte das refeições confecionadas ou dos produtos para os pontos de entrega ou até para casa dos mais frágeis, reduzindo o número de pessoas em circulação, mas garantindo o abastecimento. “Alimentar a Saúde” teve início a 21 de março e, em apenas um mês, já foram distribuídas mais de 11.600 refeiçõesà população mais necessitada, de que são exemplo famílias carenciadas, crianças institucionalizadas, lares e profissionais de saúde, entre outros. “Não é novidade que estamos todos a passar por uma situação altamente instável e imprevisível, algo sem precedentes. Neste sentido, cabe-nos prestar todo o apoio possível à sociedade portuguesa, com especial enfoque naqueles que mais precisam de ajuda. A participação da makro Portugal em iniciativas de responsabilidade social como esta, que marcam a diferença no quotidiano de famílias e profissionais, é também um dos nossos focos. É responsabilidade de todos fazermos mais e melhor. Desde sempre que nos envolvemos com a sociedade e nos encontramos ligados a projetos de cariz social. Neste contexto ainda mais sentido e diferença faz”, explica David Antunes, CEO da Makro Portugal. A makro Portugal apoia também o projeto “É Um Restaurante”, uma iniciativa da Associação Crescer que consiste em dar formação profissional e emprego a pessoas em situação de sem-abrigo, e que todos os dias distribui 200 refeições a pessoas nesta situação, em Lisboa. Outra iniciativa de responsabilidade social que a makro Portugal fez questão de se associar foi a comunidade “Ao seu Lado”, um projeto lançado a 26 de março com o objetivo de ajudar a promover pequenos e médios estabelecimentos alimentares que continuam ativamente a disponibilizar bens alimentares, através de entregas em casa ou de serviços de takeaway. Com mais de 700 estabelecimentos inscritos, a iniciativa “Ao seu Lado” tem como objetivo ajudar os comerciantes aderentes para que estes consigam reduzir os custos operacionais de aquisição de produtos, mas também ajudar as pessoas que utilizam a plataforma. “São milhares os estabelecimentos comerciais e restaurantes a precisar de apoio neste situação complexa que estamos todos a viver, nomeadamente em Portugal. Proativamente apoiamos esta iniciativa como uma solução para ir ao encontro das necessidades dos negócios próprios, tentando minimizar as consequências económicas para os pequenos e médios estabelecimentos alimentares”, explica David Antunes. Como forma de dinamizar a economia nacional, “Ao seu lado” pretende que as pessoas não deixem de recorrer aos restaurantes e ao comércio tradicional, para que estes consigam manter a sustentabilidade do seu negócio. Os estabelecimentos que prestem serviços de takeaway ou façam entregas ao domicílio poderão realizar a sua inscrição na comunidade de forma gratuita. Paralelamente, a empresa colabora ainda com a Refood, Banco Alimentar, Bombeiros, entre outras instituições de Norte a Sul do País.
0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *