O Gabinete de Apoio ao Empresário da Região de Turismo do Algarve (RTA) e a PwC realizam o webinar Fiscalidade e Turismo – navegar em tempo de crise na próxima terça-feira, dia 03 de novembro, às 11h00, para esclarecimento dos empresários do setor turístico regional.

Quais as particularidades da tributação do setor? Que incentivos existem e que medidas foram tomadas em 2020 para apoiar as empresas? Quais os grandes temas em discussão no Orçamento do Estado para 2021? Neste webinar pretende-se responder a estas e outras questões relacionadas com a atividade turística.

Aceda aqui ao formulário de inscrição

Programa: 
– Abertura | João Fernandes, Presidente da RTA

– IVA – desafios e oportunidades | Susana Claro, Tax Partner da PwC
– Impostos sobre o património – revogação dos benefícios fiscais relacionados com a utilidade turística: e agora? | Diogo Pires, Tax Director da PwC
– IRC e benefícios fiscais | Francisco Raposo Magalhães, Tax Manager da PwC
– Um ano de orçamentos – Orçamento Suplementar de 2020 e Orçamento do Estado de 2021 | Francisco Raposo Magalhães, Tax Manager da PwC
– Perguntas & Respostas
– Encerramento 

Moderação: Equipa da PwC

Detentora de bandas largas e generosas, a linha Saturno é conhecida pela sua simplicidade, elegância e toque refinado. São 31 peças de porcelana que se traduzem num enquadramento perfeito dos alimentos.
Pensada pelos mestres do atelier Studio Levien, a linha Saturno da Costa Verde é perfeita para fine dining e têm o poder de embelezar qualquer refeição. Deixe-se inspirar pelas suas peças requintadas!

Descubra o catálogo completo da linha Saturno, da Costa Verde, criada para mesas repletas de requinte.

O Évora Hotel na pessoa do seu Diretor Miguel Breyner, acolheu esta quinta-feira, a entrega dos Prémios de Excelência na hotelaria, Xénios 2020, numa cerimónia conduzida pelo humorista Fernando Alvim. A votação deste ano reuniu mais de 140 mil votos.

Francisco Calheiros, Presidente da Confederação de Turismo de Portugal fez o discurso de abertura.

VENCEDORES XÉNIOS 2020

Melhor Diretor de Hotel

  • Carlos Alves ‐ Grupo Vila Galé

Melhor Diretor de Alojamento

  • Susana Querido de Figueiredo – Hotel Dom Pedro Lisboa

Melhor Diretor de F&B

  • Miguel Maugi Santos – Hotéis Vila Galé

Melhor Diretor Comercial, Marketing & Vendas

  • Ricardo Barreto – Convento do Espinheiro

Melhor Jovem Diretor de Hotel

  • Vera Sequeira – Pestana CR7 Funchal

Melhor Gestor de Potencial Humano

  • João Vieira – Corinthia Hotel Lisbon

Melhor Empresa de Outsorcing

  • Groupe GM – Amenities Exclusivos

Prémio de Mérito Regional

  • Restaurante Fialho, Évora

Prémio de Mérito Turístico

  • António Ceia da Silva

 

Raúl Ribeiro Ferreira, Presidente da ADHP – Associação dos Directores de Hotéis de Portugal, deu início ao XVI Congresso que se está a realizar no Auditório Colégio do Espírito Santo, na Universidade de Évora.

PROGRAMA

DIA 15 DE OUTUBRO

13h30 Acreditações no Auditório Colégio do Espírito Santo, na Universidade de Évora.

14h30 ABERTURA DO CONGRESSO

  • Raul Ribeiro Ferreira, Presidente da Direcção da ADHP
  • Carlos Pinto de Sá, Presidente da Câmara Municipal de Évora
  • Vitor Silva, Presidente da ARPT do Alentejo e Vice-Presidente da ERTA
  • Filipe Silva – Vogal do Conselho Diretivo do Turismo de Portugal
  • Professora Doutora Ana Costa Freitas, Reitora da Universidade de Évora

15h00 – TENDÊNCIAS DA GESTÃO DE PESSOAS.
A necessária adaptação da cultura organizacional num mundo dominado pela tecnologia

  • Moderador – Miguel Luis, People Management
  • Orador – Miguel ToscanoDirector de Operações da BLConsulting
  • Orador – Pedro Ramos, Diretor de Recursos Humanos da TAP

16h00 Coffee Break

16h40 – A APOSTA NA INOVAÇÃO.
As soluções e novas funcionalidades tecnológicas ao serviço da hotelaria

  • Moderador – Mafalda Patuleia, Universidade Lusófona
  • Orador – Pedro Cunha, Portugal Ventures, Investment Manager
  • Orador – João Freitas, HijiffY
  • Orador – Ricardo Figueiredo,  CEO da Luggit
  • Orador – Carlos Rosa, HomeIT

20h00 JANTAR NO ÉVORA HOTEL

Intervenção de Francisco Calheiros, Presidente da Confederação de Turismo de Portugal

ENTREGA DOS XÉNIOS 2020, PRÉMIOS DE EXCELENCIA NA HOTELARIA

DIA 16 DE OUTUBRO

09h00 – UMA OUTRA PERSPECTIVA DA FORMAÇÃO.
A importância da formação ao longo da vida – novas formas de pensar e fazer

  • Moderador – Raul Filipe, Presidente da ESHTE
  • Orador – João Figueira, director de hotel
  • Orador – Patricia Purshotam Morais, Directora Geral no SANA Executive
  • Orador – Patricia Correia, Director Geral do Monte Santo Resort
  • Orador – Carlos Diaz de la Lastra – Director Geral em Les Roches Marbella
  • Orador – Franck Louveau – Consultant, EHL Advisory Services

10h00 Coffee break

10h30 – O VALOR DA CERTIFICAÇÃO AMBIENTAL
Certificação ambiental das regiões e da hotelaria – ferramenta garante de qualidade do destino

  • Moderador – Ruben Obadia, responsável de comunicação da ARPT Alentejo
  • Orador – Patricia Araujo, Marketing Director Biosphere
  • Orador – Natacha Simões, SGS
  • Orador – Avelino Sousa, Gestor Hoteleiro

11h30  – TRANSFORMAÇÃO DIGITAL.
Como ajustar o modelo do negócio beneficiando dos avanços tecnológicos

  • Moderador – Nuno António, CTO ITBase
  • Orador – Luis Brites, CEO Clever
  • Orador – Pedro Francisco Moita – ESHTE
  • Orador – José Pedro Almeida – CEO XLR8

13h00 Almoço no Évora Hotel

15h00 – A CAPTAÇÃO DE EVENTOS – O ENCONTRO CERTO ENTRE A PROCURA E A OFERTA.
Gerador de novas procuras e do aumento de notoriedade das regiões

  • Moderador – José Luis Elias, jornalista
  • Orador – Joaquim Pires, Head of M&I Turismo de Portugal,
  • Orador – António Marques Vidal, Presidente da APECATE
  • Orador –  Luís Pardelha, Direção da APEFE
  • Orador – Catarina Leonardo, vice Presidente da ABVP

16h00 – A RECUPERAÇÃO/ REESTRUTURAÇÃO TURISTICA, QUANDO E COMO?

  • Moderador – Fernando Alvim
  • Orador – João Duque, Professor Catedrático do ISEG
  • Orador – Rita Lavado, Vogal da Turismo Fundos
  • Orador – Eduardo Abreu, Partner da Neoturis
  • Orador – António Jorge Costa, Presidente  do IPDT

17h00 – Encerramento do Congresso

  • Raul Ribeiro Ferreira, Presidente da Direcção da ADHP
  • Rita Marques, Secretária de Estado do Turismo

 

Situado nas antigas caves de vinho do Porto da Real Companhia Velha, em Vila Nova de Gaia, o The Lodge Wine & Business Hotel, unidade hoteleira de cinco estrelas, abriu portas ao público ontem, dia 1 de outubro.

Conjugando os conceitos de Wine & Business, o hotel pretende afirmar-se com uma oferta diferenciadora e personalizada. Com uma essência que reflete o melhor do luxo contemporâneo, o The Lodge aposta numa estética contemporânea e funcional, visando sempre a exclusividade nos seus serviços.

Austero no exterior, as linhas arquitetónicas do edifício respeitam a sua identidade de origem e a sua história, enaltecendo uma experiência intimamente ligada ao vinho e à gastronomia do Porto e de toda a Região do Douro.

As linhas da fachada estão em harmonia com um espaço interior arrojado, proporcionando um ambiente atual que convida a um conjunto de experiências únicas e autênticas na região. Desde City Breaks a Turismo Cultural, com passagem obrigatória pela Gastronomia & Vinhos. Também o segmento Corporate terá à disponibilidade um leque de opções para a realização de todo o tipo de eventos, que se pretendem sempre originais e inspiradores.  O The Lodge Wine & Business Hotel explora, assim, as diferentes vertentes do segmento de luxo, focando-se na excelência dos serviços para que está mais vocacionado: negócios e vinhos.

Para marcar este arranque de operação, o The Lodge oferece uma campanha exclusiva para reservas diretas através do seu website www.thelodgehotel.pt, por e-mail ou telefone. Para todas as reservas diretas, com estadia entre 01 de outubro e 15 de dezembro, o The Lodge oferece aos seus hóspedes alojamento com pequeno-almoço, bebidas de cortesia à chegada, late check-in e late check-out sem custos adicionais, e ainda um crédito de 30€ por estadia, para ser usado nos serviços do hotel.

Esta unidade hoteleira de cinco estrelas pertence ao grupo Pluris Investments, holding que integra igualmente a reconhecida companhia de cruzeiros Douro Azul. A relação histórica do edifício com a região, aliada ao know-how acumulado por este grupo, desde 1993, na experiência autêntica do que é o Douro, faz desta unidade hoteleira um produto único na região.

Severamente afetado pela crise sanitária originada pela Covid-19, o setor hoteleiro está a tentar adaptar-se ao “novo normal”. A abertura das fronteiras por todo o continente europeu veio trazer algum fôlego ao setor, mas levou os operadores de hotelaria a ter de implementar medidas rigorosas para salvaguardar os seus colaboradores e hóspedes, e garantir, ao mesmo tempo, uma experiência agradável no meio das restrições que permanecem em vigor.

Para além da incorporação de soluções tecnológicas que minimizam a interação física como os “check in” e pagamentos “toucheless” para evitar a propagação do vírus, os hotéis terão de garantir que estão a comunicar eficazmente as medidas de distanciamento social, bem como as alterações ao serviço habitual resultantes da pandemia. Sempre foi a missão do setor de hospitalidade proporcionar experiências agradáveis e memoráveis, e isso agora é mais importante do que nunca para reconquistar a confiança do cliente à medida que as empresas começam a recuperar após meses de encerramento.

Comunicar de forma clara e eficaz através da sinalética é essencial para garantir que os hóspedes seguem as diretrizes das autoridades de saúde durante a sua estadia. Essas diretrizes incluem a prática de distanciamento social; a limitação do número de pessoal e hóspedes em áreas comuns, como receções, restaurantes, bares e salas de reunião; e regras de higiene e segurança em casas de banho.

Comunicar para inspirar confiança e gerar reservas

Ser capaz de criar sinalética e materiais de marketing, internamente, e à medida das necessidades de forma fácil, permite aos hotéis assumir o controlo da marca, e a consistência das mensagens e do design das suas comunicações visuais de forma a proteger e informar os hóspedes sem afetar a satisfação dos mesmos.

Dispor dos suportes e impressoras adequados permite adaptar rapidamente a sinalética relativa às orientações oficiais para a Covid-19, sempre que necessário e com o mínimo de stress, tempo e custos.

A possibilidade de alterar os materiais impressos internamente também ajuda a satisfazer as expectativas dos hóspedes em termos de personalização. A personalização é crucial para melhorar a experiência do cliente. 89% dos hoteleiros que participaram num estudo da Starfleet Research sobre o futuro tecnológico dos hotéis concordaram que a personalização direcionada, que consiste em apresentar aos hóspedes ofertas ou serviços relevantes para eles, é uma das formas mais eficazes para promover a experiência do cliente, e consequentemente a fidelização e promoção favorável da marca.

Os restaurantes e bares dos hotéis são das áreas mais afetadas pelas medidas de distanciamento social e requisitos de higienização frequente. Ter a possibilidade de imprimir in-house todo o tipo suportes de comunicação permite-lhes reconquistar a confiança dos seus clientes. São disso exemplo os individuais de mesa e menus impermeáveis que podem ser esterilizados após cada utilização, ou códigos QR impressos em autocolantes para aplicação em mesas que fornecem acesso às listas de bebidas.

A sinalética autocolante é a solução ideal para informar sobre a regularidade da limpeza em bengaleiros e casas de banho, para restringir o número de pessoas permitidas no interior do espaço, bem como lembrar os hóspedes para manterem uma distância segura. Tudo isto e muito mais pode ser facilmente impresso e implementado, o que permite aos hotéis aderir e implementar rapidamente quaisquer alterações às orientações das autoridades de saúde durante a pandemia.

Receber eventos privados é uma oportunidade de obter receitas adicionais para muitos hotéis. A impressão in-house e on-demand ajuda a reduzir os custos no que diz respeito ao fornecimento de materiais gráficos para eventos como pulseiras, sinalética direcional, banners, cartazes ou folhetos. A possibilidade de oferecer soluções personalizadas para cada evento através da impressão de materiais de apoio à medida dos requisitos do cliente ajudará os hotéis a tornar os eventos memoráveis de forma rápida, fácil e económica.

Uma comunicação clara, consistente e visualmente atrativa contribuirá para as unidades hoteleiras voltarem a recuperar a confiança dos seus clientes. Investir numa impressora multifacetada, capaz de produzir uma vasta gama de aplicações com qualidade profissional, de forma rentável e à medida das necessidades, ajudará os hotéis a produzir rapidamente materiais de comunicação, reduzindo custos e eliminando tempos de produção.

OKI

A Christeyns apresenta um produto desinfetante versátil com base em Ácido Peracético (PAA), para aplicação em todo o tipo de superfícies – PHAGO’SPORE.

O Ácido Peracético (PAA) é uma substância ativa com um amplo espectro de desinfeção, cuja fórmula resulta do equilíbrio gerado pela reação do ácido acético com peróxido de hidrogénio, e são estes os resíduos que o produto forma quando está em decomposição, ou seja, é seguro depois de degradado.

Esta substância ativa é aplicada em diversas áreas de limpeza e desinfeção na higiene profissional, indústria alimentar e de bebidas, lavandaria industrial, indústria de papel ou tratamento de águas e efluentes.

O PHAGO’SPORE é produto que se adequa a todo o tipo de superfícies laváveis a molhado, e se enxaguado, em superfícies que estarão em contacto com alimentos. Além do PAA, a fórmula do produto contém outras matérias ativas que lhe confere tempos de contacto reduzidos, para uma desinfeção evidente.

O produto PHAGO’SPORE tem as certificações emitidas pelas diferentes normas EN de Bactericida, Fungicida, Virucida e Esporicida, de acordo com a tabela em anexo.

TESTE CONCENTRAÇÃO TEMPO
BACTERICIDA    
EN 1276 condições sujas

(P. aeruginosa e E.hirea)

80% 1 min
EN 13697 condições sujas

(P. aeruginosa, S. aureus, E coli. e E.hirea)

10% 5 min
EN 13727 condições sujas

(P. aeruginosa, E coli. e E.hirea)

8% 5 min
FUNGICIDA    
EN 13697 condições sujas (C.albicans e A. Niger) 100% 15 min
VIRUCIDA    
EN 14476:2011 condições sujas (Poliovirus tipo 1) 100% 15 min
EN 14476:2011 condições sujas (Adenovirus tipo 5) 100% 5 min
EN 14476:2011 condições sujas (Murine norovirus) 100% 5 min
ESPORICIDA    
EN 13704 condições limpas (C.difficile) 100% 10 min
EN 13704 condições limpas (B.subtilis) 80% 15 min
EN 13697 condições sujas (C.difficile) 50% 15 min

É fornecido com uma cabeça pulverizadora espumante, evitando a formação de vapor e protegendo os utilizadores na aplicação do produto.

A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA) descreve o ácido peracético como uma substância ativa ideal, devido ao seu alto potencial oxidativo na membrana externa para os diferentes tipos de microorganismos. Na literatura científica, bem como nas recomendações recentemente emitidas pelas autoridades de saúde, é possível encontrar dados sobre a eficácia das substâncias ativas presentes em produtos à base de PAA (PAA e peróxido de hidrogénio) contra SARS-CoV-2.

A eficácia biocida, a ausência de resíduos e a fácil aplicação, tornam o PHAGO’SPORE um produto biocida cada vez mais necessário.

Por Alexandre Maiau – Christeyns