Portugal, juntamente com Sevilha, Barcelona, Arábia Saudita e Cancun foi dos primeiros destinos turísticos a receber o selo de segurança global Safe Travels do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC).

O selo, que recebeu o apoio da Organização Mundial do Turismo, permitirá aos viajantes reconhecer governos e empresas em todo o mundo que adotaram protocolos padronizados globais de saúde e higiene – para que os consumidores possam usufruir de ‘Viagens seguras’

“A Arábia Saudita, que é presidente do grupo de turismo do G20, e destinos populares como Cancun, um dos maiores destinos do mundo; Portugal, um dos países que mais cresce na Europa e as cidades de Barcelona e Sevilha, entre outros, estão entre os primeiros destinos a apoiar o selo e implementar protocolos padrão globais para se recuperar mais rapidamente”, diz em comunicado a Presidente e CEO do WTTC, Gloria Guevara que acrescentou ainda que é a primeira vez que o sector privado adere a nível global, aos protocolos de viagens seguras o que irá restabelecer a confiança dos viajantes.

Os protocolos do WTTC foram desenvolvidos de acordo com as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC), e em colaboração com a Associação Internacional Transporte Aéreo (IATA), Conselho Internacional de Aeroportos (ACI) e Associação Internacional de Linhas de Cruzeiros (CLIA).

European Best Destinations Organization (EBD), organização sob a tutela da Comissão Europeia, elegeu a praia do Porto Santo como uma das dez praias europeias a visitar neste Verão. O destaque é feito pela conceituada revista norte-americana Forbes (https://bit.ly/2TPC5WQ) que aponta a praia do Porto Santo como uma das mais seguras, mais longas e com maior possibilidade de assegurar o distanciamento social necessário na fase pós-confinamento que se verificou um pouco por toda a Europa. “Esta distinção, para os operadores turísticos da região, é quase como um selo ‘Clean & Safe europeu’”, sustenta Bruno Martins, diretor-geral do Vila Baleira Resort – Porto Santo.

“Olhamos com alguma esperança para os próximos três meses de operação, uma vez que muitos turistas querem aproveitar o desconfinamento para viajar neste Verão. Porém, são naturais os receios que muitos sentem na hora de escolher o destino de férias”, diz Bruno Martins. Por isso, o responsável da unidade portosantense reforça alguns argumentos destacados pela Forbes. “O número de casos de doentes infetados com a COVID-19 na região da Madeira foi muito baixo e, no caso da ilha do Porto Santo, foi mesmo residual”, frisa.

A EBD salienta que, “após meses de confinamento, o Porto Santo é um destino perfeito para relaxar na natureza”. A pequena dimensão da ilha, os seus 5500 habitantes, o extenso areal e as virtudes terapêuticas da areia são alguns dos trunfos apresentados pela organização europeia, que refere que é, assim, possível desfrutar de umas férias descansadas sem preocupações quanto ao distanciamento para outros turistas.

Bruno Martins considera esta iniciativa muito importante, pois “transmite maior confiança aos turistas que, neste momento, ainda não decidiram onde vão realizar as suas férias”. Os voos para a Ilha do Porto Santo são retomados a 1 de julho e o diretor-geral do Vila Baleira Resort – Porto Santo assegura que nesta unidade hoteleira estão a ser tomadas todas as medidas de segurança.

Vila Baleira Resort – Porto Santo não deverá ter em funcionamento os 312 quartos, até porque, “é previsível que os aviões cheguem com menos lugares ocupados do que é normal”. “Vamos ter um hotel com uma menor taxa de ocupação, mas isso irá permitir assegurar melhores condições de higiene e proteção para quem nos escolha como destino”, adverte.

“Temos 56 apartamentos no resort, vamos disponibilizar a opção de self-catering e trabalhar no Tudo Incluído em que vamos apostar na qualidade dos serviços e na adaptação correta dos procedimentos, através de horários, distanciamento social, acessos a buffets servidos pelos colaboradores diretamente aos clientes”, explica ainda Bruno Martins.

O diretor-geral da unidade portosantense está convicto que “os turistas podem viajar descansados para o Porto Santo e podemos assegurar que o nosso hotel estará devidamente adaptado para receber os turistas com o mesmo carinho e dedicação que sempre apresentamos ao longo de 20 anos de operação”.

Junte-se ao diretor do programa Scott Dahl para um webinar ao vivo dedicado ao nosso novo mestrado em estratégia de hospitalidade e transformação digital. Descubra os objetivos e o conteúdo do programa, os requisitos de entrada e os resultados de aprendizagem, além de aproveitar a oportunidade para fazer qualquer pergunta que você tenha sobre o novo programa.

Vai nascer na zona do Cabo Espichel, em pleno Parque Natural da Serra da Arrábida, o Etosoto, um novo eco-hotel totalmente equipado com Kebony, uma madeira sustentável e de alta qualidade que não requer manutenção, além da limpeza básica. O novo projeto, com traço e conceptualização do arquiteto francês Julien Labrousse, que é também o seu proprietário, está implantado num terreno ondulado com 2,5 km de comprimento e 800 metros de largura, atravessado pela avenida 25 de Abril e acesso direto ao farol do Cabo Espichel. O projeto Etosoto nasce a partir de duas casas feitas com Kebony Character e que agora vai agora crescer, passando a integrar um total de 58 unidades de alojamento feitas em madeira Kebony, além de restaurante, piscina e spa. Este núcleo ficará situado na parte norte do terreno, enquanto na parte sul será desenvolvida uma área dedicada a agricultura biológica, igualmente com algumas instalações de apoio feitas em madeira Kebony.

A proximidade às praias, a integração plena com a natureza da Serra da Arrábida e o respeito pelo meio ambiente são fatores distintivos deste eco-hotel. Desenvolvido a partir de um conceito que pretende enaltecer locais ecológicos e sustentáveis para as novas gerações livres e criativas, Etosoto aposta no turismo responsável.

A easyJet retoma a ligação entre Belfast (Irlanda do Norte) e Faro (Portugal) a partir de 16 de junho, uma conexão que vai realizar-se 3 vezes por semana. Este anúncio acontece depois da companhia ter revelado o plano de retoma das operações para Portugal – Porto e Lisboa desde Genebra, na Suíça – para 15 de Junho.

Também a partir da segunda quinzena de junho, a easyJet vai operar um pequeno número de voos, principalmente domésticos, desde 22 aeroportos europeus

O aumento do número de voos, à medida que a procura dos clientes começa a fazer sentir-se e as restrições de cada país diminuírem, faz parte da estratégia da companhia aérea durante este período de retoma do plano de voos.

Para que tal aconteça em segurança, foram definidas uma série de medidas para ajudar a garantir a saúde e o bem-estar de todos os clientes e tripulantes a bordo. Destas fazem parte a desinfeção rigorosa dos aviões easyJet; os clientes, tripulação de bordo e terra terão a obrigação de usar máscaras; inicialmente também não haverá serviço de alimentação a bordo dos voos, todos operados numa rede de curta distância.

Para mais informações sobre voos disponíveis e para reservar, visite easyJet.com.

Aos poucos, todos regressamos à normalidade. À medida que organiza a reabertura do seu negócio, na Costa Verde queremos dar-lhe a conhecer os produtos mais higiénicos e seguros, que conquistem a sua confiança e a dos seus clientes.

Num período de pandemia, à mesa é fundamental que aposte na facilidade de limpeza e desinfeção dos materiais, para que todos estejamos seguros.

Cozida a 1.400 °C, a porcelana Costa Verde não é porosa. Por isso, a sua superfície homogénea não retém impurezas ou bactérias. Se procura um material higiénico para servir qualquer tipo de refeição, saiba que a porcelana é uma excelente solução.

Porcelana
A opção mais segura para uso intensivo!

PORCELANA – Não porosa: Pelas suas características únicas, é impermeável e não absorve elementos externos.

GRÉS – Poroso: Absorve com maior facilidade alguns elementos a que é exposto.

FAIANÇA – Porosa: Passa por um processo de esmaltação para diminuir o aspeto poroso e absorção.

Quanto maior a porosidade e consequente absorção de elementos externos, mais difícil será a higienização do serviço de loiça. Para uma utilização intensiva, como acontece em hotéis e restaurantes, a porcelana Costa Verde garante segurança e eficácia na limpeza.

O Turismo da Universidade de Coimbra acaba de lançar a campanha “O Segredo da UC”, que pretende incentivar os portugueses a visitarem a mais antiga universidade de Portugal e uma das mais antigas do mundo, desafiando-os a descobrir um segredo nunca revelado em 730 anos.

Nesta fase de pós-confinamento, em que se esperam quebras no turismo, nomeadamente no que diz respeito ao número de visitantes estrangeiros, a Universidade de Coimbra, que recebe anualmente cerca de 500 mil visitantes, quer dar a conhecer esta histórica instituição ao público nacional, através de uma experiência única.

Esta campanha, que está em vigor de 23 de maio a 17 de julho, vai proporcionar aos visitantes uma experiência cheia de mistério, onde os mesmos terão a oportunidade única de descobrir um segredo com 730 anos, guardado na mais antiga universidade lusófona, seguindo rigorosas medidas de higiene e de segurança. Foram implementados circuitos unidirecionais de modo a evitar o cruzamento de pessoas em todos os espaços visitáveis e será obrigatório o uso de máscara, higienização das mãos e a prática de distanciamento.

Os pontos turísticos que integram este circuito são a Biblioteca Joanina, a Capela de São Miguel, o Palácio Real, a Sala dos Capelos, a Casa das Caldeiras e o Jardim Botânico. As entradas no edifício da Biblioteca Joanina, feitas pela Prisão Académica, serão limitadas a 10 pessoas a cada cinco minutos. Já a Capela de São Miguel e o Palácio Real terão uma limitação de 10 visitantes por entrada.

Para Luís Simões da Silva, Vice-Reitor da Universidade de Coimbra, “se o nome da Universidade de Coimbra é reconhecido em qualquer parte do mundo, com esta campanha queremos que cada vez mais pessoas conheçam também o património que é parte da sua essência. Do Paço das Escolas ao Jardim Botânico, temos para desvendar aos visitantes os segredos de mais de sete séculos de história – sempre em segurança e com o cumprimento de todas das recomendações das autoridades de saúde”.

O programa “O Segredo da UC” pode ser adquirido até dia 6 de julho, no website https://visit.uc.pt/

A Super Bock cria uma solução inovadora para que a experiência atual de ir a um estabelecimento seja agradável e, especialmente, mais segura, considerando as medidas do programa de desconfinamento que abrange o setor da Restauração. A partir de hoje, os consumidores têm à sua disposição o “Menu Autêntico”, uma ementa em formato digital para aceder através do telemóvel.

“Menu Autêntico” é a referência que indica que o estabelecimento disponibiliza a ementa de uma forma totalmente digital e imediata para uso dos clientes, encontrando-se disponível de norte a sul do país nos pontos de venda aderentes, clientes da Super Bock e parceiros dos nossos distribuidores oficiais.

O acesso ao “Menu Autêntico” é feito através de um QR Code que abre o menu quando o cliente aponta para a imagem com o seu próprio telemóvel. Não exige um software específico nem a instalação de uma aplicação e é elegível para os sistemas operativos IOS e Android.

Numa altura em que a Direção Geral de Saúde recomenda que os restaurantes evitem o uso de ementas físicas, o “Menu Autêntico” criado pela marca de cerveja do Super Bock Group, oferece a solução ideal para minimizar os riscos de contaminação da COVID-19.

Esta ação da Super Bock materializa o seu apoio ao canal Horeca, nomeadamente à área da restauração que tem sido particularmente afetada durantes estes meses de confinamento. Recentemente o grupo também lançou a iniciativa Bock in Business que ajuda os pontos de venda a reerguerem-se após a sua abertura, mediante a aquisição de vouchers de consumo.

A instituição de ensino Les Roches convida a juntar-se a Dimitrios Diamantis, decano de estudos de pós-graduação, junto com um estudante atual de MBA, para dar a conhecer informações em primeira mão sobre o MBA líder do setor – o único MBA em tempo integral atualmente oferecido por uma das três principais escolas de negócios de hospitalidade do mundo.

De acordo com o Les Roches a sessão será a oportunidade de descobrir o passado, o presente e o futuro do programa de MBA, incluindo as novas especializações voltadas para a carreira que fazem parte de um pacote de melhorias que serão lançadas a partir deste outono.